Jogadores do barça comemoram o bi campeonato espanhol em 2016
Foto: Divulgação FC Barcelona

Melhor ataque, a segunda melhor defesa, o artilheiro do campeonato e os dois jogadores com mais assistências. Foi desta forma que o Barcelona se sagrou campeão espanhol pela 24ª vez, a segunda consecutiva, ao bater o Granada por 3 a 0, fora de casa.

O Barcelona chegou a última rodada do campeonato dependendo apenas de si para ser campeão. A equipe visitou o Granada no estádio Nuevo Los Carménes precisando apenas de uma vitória. Ao mesmo tempo, no Riazor, o Real Madrid visitava o Deportivo la Coruña e, além do triunfo, torcia por um tropeço do Barça. Apesar de os merengues fazerem sua parte ao vencer a partida com dois gols de Cristiano Ronaldo, Luis Suárez não deu sopa para o azar, marcou três vezes e garantiu o troféu para o time belgrano.

A conquista, porém, ainda poderia ter sido mais tranquila. Na 30ª rodada, a oito jogos do fim, o Barça tinha o título praticamente assegurado com uma diferença de nove pontos para o vice-líder Atlético de Madri. A equipe, no entanto, entrou em uma sequência negativa como não se via há tempos e perdeu três partidas seguidas no Espanhol (para Real Madrid, Real Sociedad e Valencia), além de ter empatado com o Villarreal na rodada anterior, o que reabriu a disputa.

Em meio a má fase, os catalães ainda foram eliminados nas quartas de final da Champions diante do Atlético de Madri. A gordura conquistada, contudo, foi suficiente durante o período de vacas magras – ao longo da liga, o time azul e grená chegou a ficar 22 confrontos sem perder, com 19 triunfos e três empates.

Mesmo com Messi e Neymar no time, o protagonismo de Suárez nesta temporada é inegável. O triplete de El Pistolero, além de confirmar o título do Barcelona, ainda colocou Suárez como artilheiro do Espanhol com 40 gols, cinco a mais que Cristiano Ronaldo. Com o encerramento dos principais campeonatos europeus neste final de semana, o camisa 9 também será coroado Chuteira de Ouro, prêmio dado ao maior matador da temporada europeia. Em 2014, Luisitio e o Gajo empataram e foram obrigados a dividir o prêmio.

Suárez chegou aos 59 gols na temporada, ultrapassando a marca de Messi em 2014/2015, quando o melhor do mundo marcou 58 tentos e venceu a Bola de Ouro. Cristiano, bem atrás, com os dois de hoje, soma 51 bolas na rede. O uruguaio ainda deu 16 assistências no Campeonato Espanhol, número idêntico ao de Messi.


Confira: » Campeões do Campeonato Espanhol   » História e Títulos do Barcelona.

 






Pesquisa personalizada






Ir ao Topo