Arquivo
  Especiais
  + Futebol
+ ESPECIAIS    
Casos Exóticos de Cartões
por Laércio Becker, de Curitiba-PR     laerciobecker@hotmail.com

 
O Vasco, num jogo em General Severiano, teve dois jogadores expulsos e perdia para o Bangu por 3x0. Quando o juiz validou o quarto gol, o atacante Dé não se agüentou e foi tirar satisfações com o árbitro. Em troca, ganhou um cartão vermelho. Dé arrancou o cartão de suas mãos e tentou rasgá-lo.

Como não conseguiu, já que estava plastificado, saiu correndo com ele na mão e gritando: “você me deu o cartão, agora ele é meu!”

Fonte: APPEL, Valdir. Na boca do gol. Itajaí: S&T, 2006. p. 91.
Gascoigne
 
Paul GascoigneGlasgow Rangers x Hibernian, na Escócia, em 1995, corria normalmente. Foi quando caiu o cartão amarelo do bolso do árbitro Doug Smith. Paul Gascoigne, famoso jogador da seleção inglesa, catou o cartão e mostrou ao juiz, em tom de brincadeira. Doug não gostou e retrucou a sério, aplicando-o a Gascoigne, que depois ainda foi suspenso por dois jogos.

Fonte: EMEDÊ. Loucuras do futebol. 3ª imp. São Paulo: Panda, 2005. p. 25.
Dimas
 
Em 09.07.1986, no Pacaembu, Corinthians x XV de Jaú, pelo returno do campeonato paulista. O jogo estava 0x0 quando André, do XV, foi expulso pelo árbitro Antonio Carlos Saraiva. Os jogadores do Galo da Comarca cercaram o juiz para tirar satisfações e ele aproveitou para expulsar mais um, o meia-direita Nívio.

Pois justamente quando ergueu o cartão, o zagueiro Dimas, por trás, tomou-lhe o cartão e “expulsou” o árbitro. Claro que foi expulso também. Só com oito em campo, o XV não resistiu e perdeu por 2x0.

Fonte: PANSIERI JR., Antonio Carlos (org.). Edição histórica: XV de Jaú, a história, as conquistas e os bastidores. Jaú: XV de Jaú, 2004. p. 55.
Share |
Página adicionada em 13 de abril de 2011 - Pesquisas de Laércio Becker
 
+ ESPECIAIS    
: SHOPPING CF :
Pesquisa personalizada
Arquivo Campeões do Futebol - www.campeoesdofutebol.com.br - Desenvolvido e mantido por Sidney Barbosa da Silva - Desde 2005
* Permitido a reprodução de todo conteúdo desde que citada a fonte e o Autor/Pesquisador