Em um belo jogo de futebol, com dramaticidade, o Tricolor marcou aos 35 minutos do segundo tempo com Marcos Junior, após belo passe de Magno Alves e chegou à santa vitória. 1 a 0 sobre o Atlético Paranaense para a euforia da torcida que lotava o estádio Mario Helenio em Juiz de Fora.
É a primeira taça de 2016, é o prêmio para o trabalho do grupo e do técnico Levir Culpi.



GRANDE JOGO EM JUIZ DE FORA

O jogo começou com o Fluminense tomando a iniciativa, buscando o ataque e tentando pressionar. Por sua vez, o Atlético Paranaense se fechava para sair nos contragolpes.

Logo aos oito minutos, Osvaldo recebeu em velocidade e, quando entrava na área, foi derrubado. O árbitro Sandro Meira Ricci mandou o jogo seguir.

Com boas trocas de passes e Gerson na armação, o time de Levir Culpi avançava bem pelas duas laterais. Além disso, Osvaldo era boa opção de velocidade na frente. Enquanto isso, a zaga, com Gum e Henrique, mostrava segurança.

O Flu viveu um grande momento por volta dos 20. Com chegadas no ataque em sequência, levantou a arquibancada do estádio Mario Helenio. Gerson deu um corte seco na esquerda, cruzou bem e a zaga cortou.

Cinco minutos depois, Wellington Silva quase marcou após fechar cruzamento que veio da esquerda. O Flu seguiu dominando até os 30 minutos de jogo. Foi quando o Atlético Paranaense começou a equilibrar o confronto.

Depois de um susto em chute de fora da área que passou perto, Cavalieri fez grande defesa aos 38. Depois de espalmar, a bola ainda bateu na trave.

Aos 42 minutos, Henrique cobrou falta de longe e assustou o goleiro adversário. O primeiro tempo de um futebol de bom nível terminou sem gols em Juiz de Fora.

É CAMPEÃO

O Fluminense começou o segundo tempo melhor. Fechado, o Atlético Paranaense não conseguia mais puxar os contragolpes. Logo no início, Wellington Silva e Scarpa puxaram boas jogadas.

A pressão prosseguia. Aos seis minutos, belo passe de Gustavo Scarpa. Magno Alves saiu na cara do gol, driblou o goleiro e cruzou. Mas a zaga cortou.

Depois dos dez minutos, o Atlético conseguiu respirar um pouco mais. Ainda teve algumas cobranças de falta perigosas perto da área. Mas efetivamente não criava mais oportunidades como no primeiro tempo. Aos 25 minutos, o placar quase foi aberto com Marcos Junior.

O gol amadurecia e aos 35 minutos, finalmente ele saiu. Magno Alves deu grande passe, Marcos Junior correu a partir do meio de campo, invadiu a área, atrasou o chute e colocou no fundo das redes.

Foi sufoco até o fim. E o Fluminense conseguiu. Pioneiro como diz a história, é o campeão da Copa da Primeira Liga!

Ficha Técnica: FLUMINENSE 1 X 0 ATLÉTICO-PR

Data e hora: 20/04/2016, quarta-feira, às 21h45 (horário de Brasília)
Local: Estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (SC)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Helton Nunes (SC)
Gols: Marcos Júnior, aos 35min do segundo tempo
Renda: R$ 553.785,00 / Público: 23.985
Cartões amarelos: Jadson (CAP), 13'/1ºT; Cícero (FFC), 5/2ºT; Gum (FFC), 10/2ºT e Marcos Junior (FFC), 46'/2ºT.

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Wellington Silva, Gum, Henrique e Giovanni (Douglas); Pierre, Cícero, Gustavo Scarpa e Gerson (Edson); Osvaldo (Marcos Jr) e Magno Alves. Técnico: Levir Culpi

ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Jadson (André Lima), Otávio (Deivid) e Vinícius (Pablo); Marcos Guilherme, Nikão e Walter. Técnico: Paulo Autuori

Fonte: Comunicação Institucional FFC e Alexandre Berwanger / Foto: Nelson Perez / Divulgação FFC


Confira História e títulos do Fluminense     Tabela da Copa Primeira Liga 2016






Pesquisa personalizada






Ir ao Topo