HISTÓRIA DE CORINTHIANS X FLUMINENSE



História do Corinthians História do Fluminense     + CONFRONTOS

       

Introdução

Fatos históricos marcam a disputa entre as duas equipes, em momentos decisivos como as finais da Copa Rio de 1952 e o Campeonato Brasileiro de 1976, quando as equipes se enfrentaram no famoso jogo da Invasão Corintiana, no Maracanã.

Além das disputas também decisivas dos Campeonatos Brasileiros de 1984 e 2002, os confrontos entre o Tricolor Carioca e o Alvinegro Paulista na Copa Sul-Americana de 2003 e na Copa do Brasil de 2009 esquentaram o clássico.

Outra atração do clássico é a disputa nos campeonatos nacionais disputados no sistema de pontos corridos, sistema de disputa no qual os dois clubes têm se destacado, tendo o Fluminense sido o campeão brasileiro de 2012, conquistando o mesmo título no ano de 2010, ano do centenário do Corinthians, que disputou acirradamente este título.

Os corintianos conquistaram o título brasileiro em 2011, com o Flu, melhor equipe do returno, terminando esta competição em terceiro, o que demonstra o calor das disputas que começaram em 1933, também no Século XXI. Considerando-se os confrontos interestaduais, o clássico contra o Corinthians é o mais representativo entre os confrontos contra grandes clubes brasileiros disputados pelo Fluminense, tendo grande importância histórica também para o Timão, dado o fato de estes clubes frequentemente se cruzarem em momentos decisivos de suas histórias, seja pela final da Copa Rio, pela disputa direta em diversos Rio-São Paulo, desde 1940, ou por fases eliminatórias do Campeonato Brasileiro ou da Copa do Brasil, além da briga que os clubes travam nos últimos anos no sistema de pontos corridos.

O maior artilheiro deste confronto é o tricolor Waldo, com 8 gols, e o do Timão é Baltazar, com 6 tentos marcados.

Ao todo, 48 jogos foram realizados em São Paulo e 43 realizados no Rio de Janeiro, com 4 jogos tendo sido realizados em outros estados: 2 em Minas Gerais, 1 na Bahia e 1 no Pará, em 11 cidades diferentes no total dos jogos.

Até mesmo nas categorias de base, os dois clubes costumam se confrontar em momentos decisivos: sendo os dois maiores ganhadores da Copa São Paulo de Futebol Júnior, se enfrentaram em duas finais da competição de base mais tradicional do Brasil (1973 e 2012), com uma vitória para cada lado.

História

A primeira partida, disputada no Estádio das Laranjeiras em 16 de abril de 1933, terminou empatada por 4 a 4, o que parecia pronunciar a intensidade dos confrontos, desde então. Esta foi a primeira partida do Fluminense na Era Profissional, e marcou também a primeira partida interestadual do Corinthians no profissionalismo. O Torneio Rio-São Paulo de 1940 foi encerrado ao final de seu primeiro turno, quando Flu e Fla o lideravam com folga, mas o Corinthians, em terceiro, era o clube paulista que fazia a melhor campanha, tendo o empate de 2 a 2 no Pacaembu, em 17 de julho, uma quarta-feira, rendido cerca de 54 contos de réis, uma renda muito boa para os padrões dessa época, notadamente em jogos interestaduais, com 24.507 pagantes, fora os não pagantes, talvez umas 30.000 pessoas.

Foi disputado em 1942 o Torneio Quinela de Ouro, na cidade de São Paulo, com o Corínthians sagrando-se campeão, em competição amistosa que reuniu também o Fluminense, o Flamengo, o Palmeiras e o São Paulo.

No dia 30 de março de 1952 o Fluminense chegou na condição de líder à última rodada do Torneio Rio-São Paulo, bastando vencer o Corinthians em São Paulo para ser campeão sem depender de outros resultados. Com a derrota por 4 a 2, em partida que teve 28.980 pagantes, viria a sagrar-se campeã posteriormente a Portuguesa.

A equipe carioca e a equipe paulista decidiram a Copa Rio de 1952; Após uma vitória por 2 a 0 para o clube carioca no primeiro jogo realizado no dia 30 de julho e um empate em 2 a 2 no segundo confronto realizado no dia 2 de agosto, perante 65.946 torcedores, o Flu sagrou-se campeão de forma invicta do torneio realizado com a chancela da FIFA.

No Torneio Rio-São Paulo de 1954 o Fluminense chegou à última rodada bastando vencer o Vasco (já sem chances de título) para ser campeão, pois tinha 1 ponto de vantagem sobre o Corinthians e o Palmeiras, que disputariam o Derby Paulista no Pacaembu. Com o Maracanã recebendo 42.031 pessoas (34.131 pagantes), o maior público desta edição do Torneio Rio-São Paulo, o Vasco fez 1 a 0 com um gol de Vavá e fechou-se atrás aguentando a pressão do Flu até o final, enquanto, em São Paulo, o Corinthians venceu o Palmeiras por 1 a 0, sagrando-se campeão. Na década de 1950, o Timão seria campeão do Torneio Rio-São Paulo, em 1953 e 1954, assim como o Flu seria campeão invicto em 1957 e em 1960, com uma derrota.

O primeiro confronto válido por uma competição nacional foi o empate por 3 a 3 no Pacaembu em 10 de março de 1967, um domingo à noite, pois durante o dia teve eleição para a presidência do Corinthians.

O dia 5 de dezembro de 1976 marca a Invasão Corintiana. Dos quase 147 mil pagantes, além dos não pagantes, calcula-se que cerca de 70 mil torcedores do clube que possui a alcunha de "Fiel Torcida" se deslocaram de São Paulo em direção a capital fluminense para assistir o empate por 1 a 1, sucedido por vitória nos penais favorável ao Timão.

No Torneio dos Campeões de 1982, Fluminense e Corinthians ficaram no mesmo grupo, que reunia ainda Palmeiras, Portuguesa e Santa Cruz, com Fluminense e Portuguesa classificando-se para a fase seguinte. Em 1984, Corinthians e Fluminense se enfrentaram novamente em uma semifinal de Campeonato Brasileiro. O Corinthians contava com o ídolo e craque nacional Sócrates, além de Walter Casagrande e Zenon. Mas a história foi diferente de 1976, a equipe tricolor não se intimidou com um Morumbi lotado e acabou por vencer a partida por 2 a 0, gols de Assis e Tato, perante mais de 95.000 torcedores, adquirindo boa vantagem na disputa e confirmando-a uma semana depois com o empate sem gols no Rio, desta feita com mais de 118.000 pagantes, tendo um caminhão de lixo batido e derrubado um muro do Maracanã, provocando uma invasão de milhares de torcedores sem ingressos. Segundo a Folha de S. Paulo, 5.000 presentes eram corintianos.

Na Copa dos Campeões de 2002, os dois clubes ficaram no mesmo grupo, que reunia ainda Náutico e Paysandu. A vitória por 1 a 0 na última rodada da primeira fase, classificou o Tricolor para as quartas de finais e eliminou a equipe paulista.

Em 2002, um novo encontro entre as equipes no Campeonato Brasileiro e novamente na fase semifinal, com o Corinthians levando a melhor. No jogo de ida, em 1º de dezembro, no Maracanã, o artilheiro Romário garantiu a vitória do Flu por 1 a 0 e a vantagem para a segunda partida. Mas no Morumbi, o Timão ganhou por 3 a 2 (dois gols de Guilherme e um de Gil, e dois de Roni pelo Flu) e avançou para a final por ter melhor campanha nesta competição.

Na primeira fase da Copa Sul-Americana de 2003 o Flu venceu o Corinthians no Maracanã por 2 a 0, assim como venceria na rodada seguinte o Atlético pelo mesmo resultado em Minas, classificando-se para a próxima fase, quando viria a ser eliminado pelo São Paulo, ao empatar por 1 a 1 no Rio e perder por 1 a 0 o segundo jogo disputado na capital paulista.

Na Copa do Brasil de 2009, Fluminense e Corinthians cruzaram seus caminhos mais uma vez, desta vez, nas quartas de finais. O Corinthians venceu a primeira partida por 1 a 0 no Pacaembu e o empate em 2 a 2 no Maracanã na segunda partida acabou classificando a equipe paulista, que seria campeã desta competição. Na grande disputa do Campeonato Brasileiro de 2010 no qual o Flu acabou campeão, os dois clubes disputaram o título desde o início deste campeonato com o Corinthians tendo perdido o vice-campeonato para o Cruzeiro na última rodada, assim como ocorreu o inverso no Campeonato Brasileiro de Futebol de 2011, quando o Corinthians foi o campeão, e o Fluminense, campeão simbólico do segundo turno desta competição, o terceiro colocado na classificação final.

Jogos decisivos
Em decisões
• Em 1941, o Corinthians ganhou a Taça dos Campeões Estaduais em cima do Fluminense.
• Em 1952, o Fluminense ganhou a Copa Rio em cima do Corinthians.
• Em 1981, o Corinthians ganhou do Fluminense a decisão pelo 3º lugar do Torneio Independência.
Em mata-matas
• Em 1976, o Corinthians eliminou o Fluminense na semifinal do Campeonato Brasileiro nos pênaltis.
• Em 1984, o Fluminense eliminou o Corinthians na semifinal do Campeonato Brasileiro.
• Em 2002, o Corinthians eliminou o Fluminense na semifinal do Campeonato Brasileiro.
• Em 2009, o Corinthians eliminou o Fluminense nas quartas de final da Copa do Brasil.
Em competições da Conmebol
• Em 2003, o Flu eliminou o Corinthians da Copa Sul-Americana, em grupo que também contava com o Atlético-MG.

Maiores públicos
• Aonde não constam os públicos pagantes e presentes, a referência é aos pagantes, acima de 40.000 presentes.
1. Fluminense 1 a 1 Corinthians, 146.043, 5 de dezembro de 1976, Campeonato Brasileiro
2. Fluminense 0 a 0 Corinthians, 118.370, 20 de maio de 1984, Campeonato Brasileiro
3. Corinthians 0 a 2 Fluminense, 95.392, 13 de maio de 1984, Campeonato Brasileiro (90.560 pagantes)
4. Fluminense 1 a 0 Corinthians, 68.659, 1 de dezembro de 2002, Campeonato Brasileiro (56.760 pagantes)
5. Fluminense 2 a 2 Corinthians, 68.158, 20 de maio de 2009, Copa do Brasil (64.533 pagantes)
6. Fluminense 2 a 2 Corinthians, 65.946, 2 de agosto de 1952, Copa Rio (53.074 pagantes)
7. Corinthians 3 a 2 Fluminense, 59.595, 4 de dezembro de 2002, Campeonato Brasileiro
8. Corinthians 0 a 0 Fluminense, 57.773, 17 de dezembro de 1972, Campeonato Brasileiro (56.424 pagantes)
9. Corinthians 0 a 0 Fluminense, 55.546, 16 de novembro de 1975, Campeonato Brasileiro
10. Fluminense 1 a 0 Corinthians, 43.029, 6 de março de 1983, Campeonato Brasileiro
11. Fluminense 4 a 1 Corinthians, 40.547, 8 de fevereiro de 1975, Amistoso

• Pelo menos o jogo com público presente desconhecido de 29 de agosto de 1971 (39.109 pagantes), disputado no Maracanã, poderia fazer parte desta lista.


Fonte: Arquivo de Alexandre Magno Barreto Berwanger.
Página adicionada em 20/Julho/2014 - atualizada em 17/Agosto/2014.

 

 

Pesquisa personalizada

 

 

Livros Digitais Campeões do Futebol