Fortaleza EC - Campeões do Futebol
Pesquisa personalizada
História do Ceará Sporting (CE)

HISTÓRIA DO FORTALEZA ESPORTE CLUBE

Fortaleza ECFORTALEZA ESPORTE CLUBE
Fundado em 18 de outubro de 1918
Endereço: Av. Senador Fernandes Távora, 200 - Pici
Fortaleza - CE - CEP: 60.510-290
Estádio: Alcides Santos, o Parque dos Campeonatos
Site Oficial: www.fortalezaec.net
  História     |     Titulos     |     Hino     |     Diversos                                             + CLUBES
Fundação

Falar das origens do Fortaleza Esporte Clube passa necessariamente por falar do maior desportista cearense de todos os tempos: Alcides de Castro Santos.

Alcides Santos fundou em 23 de fevereiro de 1912 um clube chamado Fortaleza. A seguir, participou da fundação do Stella Foot-Ball Club, em 30/05/1915 (Stella era o nome do colégio suíço onde estudavam os mais ricos membros da sociedade), clube com estreita ligação com o Fortaleza Sporting Club (primeira denominação do Tricolor, que perdurou até a II Grande Guerra), fundado em 18/10/1918.

Alcides Santos também estimulou e participou da fundação do Riachuelo, Tabajara e Maranguape, todos antes de 1918. Esteve ligado ao Fortaleza em seus primeiros 20 anos de história.

As várias versões sobre a fundação

Várias versões envolvem a fundação do Fortaleza Esporte Clube. Na mais provável, o Fortaleza teria sido fundado em 1912, com o nome de Stella Foot-Ball Club. Mas tal time teve vida curtíssima, e em 18/10/1918 seria fundando, a partir dele, o Fortaleza Sporting Club, tendo como presidente Alcides Santos, que junto com Humberto Ribeiro, Walter Oslen, João Gentil, Brum Menescal, Oscar Ribeiro, Mário Petter e outros, transformou o Stella em Fortaleza, para homenagear a capital cearense. Nascia então o futuro Parque dos Campeonatos, na rua Barão do Rio Branco, entre Pedro Pereira e Pedro I.

Primeiros Títulos

1920 foi o ano do primeiro campeonato cearense realizado pela ADC (Associação Desportiva Cearense), e disputado por quatro clubes, a saber: o Fortaleza (campeão), o Guarany (vice), o Bangu (terceiro lugar) e o Ceará (quarto lugar). O Fortaleza formava com Quinderé, Meton e Riquet; João Gentil, Lucio Bauerfeldt e Petter; Clovis Moura, Artur Oliveira, Humberto Ribeiro, Juracy e Pontes. O artilheiro cearense daquele ano também foi do Fortaleza: Humberto Ribeiro, com 11 gols.
Nota: Em 17/12/2008, a Federação Cearense de Futebol passou a reconhecer os títulos da extinta Liga Metropolitana, dando as conquistas desta, ao Ceará Sporting.

No ano de 1923, no dia 22 de abril é inaugurado o Campo do Alagadiço, nas proximidades da Igreja de São Gerardo, na avenida Bezerra de Menezes. No Campo do Alagadiço, em janeiro de 1924, o Fortaleza vence o campeonato de 1923. É o primeiro estádio que o Tricolor inaugura com um título.

1927 - Maior goleada do Clássico-Rei

Clássico Rei é a denominação do confronto entre o Fortaleza x Ceará. A rivalidade é tanta, que não se pode deixar de citar a maior goleada entre os dois clubes. Foi pelo campeonato cearense de 1927, em que o Fortaleza aplicou um 8 a 0 sobre o seu maior adversário. marcaram os gols: Hildebrando (3), Pirão (2), Xixico, Humberto e Juracy.

Mudança de nome

1946 é um ano de muitos acontecimentos para o Tricolor de Aço. Muda-se de nome. Por decreto presidencial, as palavras estrangeiras foram retiradas do nome do clube. De Fortaleza Sporting Club, passa a ser Fortaleza Esporte Clube. Neste mesmo ano foi campeão cearense, ao vencer, no dia 18 de agosto, o Luso por 8x1. O time era formado por: Juju; Stênio e Zé Sergio; Jorge, Arrupiado e Vianinha; Carrim, Adalberto, França, Idalino e Piolho. O artilheiro foi França, com 11 gols. Também nesse ano, é coroado primeiro campeão do Nordeste, em Natal, onde o atacante velocista Jombrega fraturou a perna. Venceu o América de Natal na final.

Década de 60, a mais valiosa do clube

Esta foi a década das grandes conquistas, sendo elas, cinco estaduais 1960, 1964, 1965, 1967 e 1969; e duas finais na Taça Brasil (Campeonato Brasileiro). As duas finais nacionais foram:
1960 - Como campeão cearense de 1959, o Fortaleza adquiriu o direito de disputar a Taça Brasil, o primeiro campeonato Nacional. E chegou longe. Nas semifinais da competição, venceu o Santa Cruz no PV por 2x1 e foi a final contra o poderoso Palmeiras de Julinho Botelho. Em casa, derrota por 3x1. Na casa do adversário, em 28 de dezembro, foi 8x2. Apesar do placar, o Tricolor de Aço chegou longe e mostrou a força do futebol alencarino. O artilheiro da competição foi Bececê, do Fortaleza, com 7 gols.
1968 - Mais uma final da Taça Brasil. Na primeira fase, eliminou o Bahia, com 2x1 no PV, no playoff. Depois o Náutico na semifinal. Em 24 de agosto de 69, venceu por 2x1 em casa. Em 27 do mesmo mês, perdeu por 1x0 em Recife. No dia 29, em Recife, numa vitória histórica, venceu o playoff por 1x0. Em 3 de setembro, enfrentou o Botafogo no PV, e empatou em 2x2, com dois gols marcados por Lucinho. Em 4 de outubro, perdeu por 4x0 no Maracanã. O time do Fortaleza formou com: Mundinho; William, Zé Paulo, Renato, Luciano; Joãozinho, Luciano Frota; Garrinchinha, Lucinho, Erandir (Amorim), Mimi. Treinador: Gilvan Dias.

Estádio Alcides Santos / Parque dos Campeonatos

Em 1957, o então presidente do Fortaleza, Carlos Rolim Filho, resolveu reunir sua diretoria para definir a compra de um terreno para a construção de um estádio para o Tricolor de Aço. Aprovada a compra, sua primeira atitude foi visitar o primeiro presidente da história do clube, Alcides Santos, quando lhe comunicou oficialmente que o mesmo seria homenageado, dando nome ao mais importante patrimônio do Fortaleza, que passou a se chamar Estádio Alcides Santos.

Falecido em 1998, Carlos Rolim Filho deixou esse grande marco na história do Tricolor de Aço, um estádio que é motivo de orgulho para os tricolores, contando hoje com uma grande estrutura, fruto do trabalho determinado de outro grande abnegado, o ex-presidente Manoel Guimarães, um dos grandes responsáveis pela capacitação do Alcides Santos para jogos oficiais.

O ex-presidente Carlos Rolim Filho, o homem que comprou o Alcides Santos, também recebeu uma justa homenagem pelo seu amor e dedicação ao Fortaleza, dando nome à Sala de Imprensa do clube. O espaço foi construído pelo seu filho, o construtor José Rolim Machado, em 2008, e ainda hoje é considerada uma das mais modernas e funcionais do País, sendo inclusive principal ponto de visitação para quem vai ao Parque dos Campeonatos.
  História     |     Titulos     |     Hino     |     Diversos                                             + CLUBES
Pesquisas de Robério Barros; e Sidney Barbosa da Silva, com revisões e atualizações.
Fontes: www.fortalezaec.net e Arquivo www.campeoesdofutebol.com.br
Página adicionada em 14 de julho de 2009 - atualizada em 28 de março de 2014.
  CAMPEÕES   ESPECIAIS
  + ESPECIAIS   + FUTEBOL
Alcides Santos
Alcides de Castro Santos, o fundador


Camisa n° 1
Camisa n° 1
utilizada em 2009


Camisa n° 2
Camisa n° 2
utilizada em 2009


Fortaleza EC
Leão - o mascote
Leia grátis Do Fundo do Bau, de Laércio Becker História do Ferroviário (CE)
   Home      Historiadores      Blog Campeões      Loja Campeões
  Arquivo Campeões do Futebol - Desde 2005 | Desenvolvido e mantido por Sidney Barbosa da Silva | Hospedagem SBSites Brasil
 
  * Permitido a reprodução de todo conteúdo desde que citada a fonte e o Autor/Pesquisador