HISTÓRIA DO FUTEBOL PARANAENSE


Federação Paranaense de FutebolFederação Paranaense de Futebol
Fundada em 04 de agosto de 1937
Endereço: Av. República Argentina, 2153
Portão - CEP: 80610-260 - Curitiba / PR
Site oficial: www.federacaopr.com.br


História 1ª Divisão Artilheiros 1ª Div. 2ª Divisão 3ª Divisão Mais Competições Arquivo    ₊ ESTADUAIS

       

O Início

Muito embora o Paraná tenha recebido a primeira bola de futebol, ainda em 1903, trazida pelo professor Victor Ferreira do Amaral, a prova documental mais antiga da realização de jogos no Estado, encontrada pela FPF, data do dia 30 de dezembro de 1905. Essa informação consta de um anúncio publicado no Diário da Tarde, periódico que circulou em Curitiba entre 1899 e ainda é editado esporadicamente pela Editora Gazeta do Povo. Na página 3 deste jornal, havia um convite à população para um jogo de bola, que aconteceria no bosque localizado na Rua Marechal Deodoro, 64. O torneio seria realizado nos dias 31 de dezembro de 1905 e 1° de janeiro de 1906.

Linha do tempo
-O América-Paraná, campeão de 17, é resultado de uma fusão entre América e Paraná Sport Clube mas a fusão acaba no inicio de 1919.
1924- (26/03) surgimento do Clube Atlético Paranaense, fruto da fusão entre o Internacional e o América.
1926- Criada, no dia 2 de junho de 1926, a Federação Paranaense de Desportos (FPD), substitui a Associação Sportiva Paranaense.
1929- É disputado oficialmente o primeiro campeonato estadual do Paraná.
1939- A Liga Curitibana de Desportos (LCD) é absorvida pela Federação Paranaense de Futebol (FPF), que passa a comandar o futebol no Estado.
1942- Obedecendo a uma determinação da CBD, Palestra Itália e Savóia são obrigados a mudar de nome. O Palestra passa a se chamar Paranaense e o Savóia, Brasil. A medida visava desvincular o nome destes clubes de Alemanha e Itália, durante a Segunda Guerra Mundial.
1943- O Paranaense, ex-Palestra Itália, muda de nome mais uma vez e passa a se chamar Clube Atlético Comercial.
1944- A guerra obriga o Brasil, ex-Savóia, a novamente mudar de nome. Por determinação Conselho Nacional de Desportos, o clube, ligado à comunidade italiana, passa a se chamar Água Verde.
1946 - Em 29 de janeiro surge a Sociedade Esportiva Palmeiras, novo nome do Comercial, ex-Paranaense, ex-Palestra Italia.
1950 - O Palestra Itália, ex-Paranaense, ex- Comercial e ex-Palmeiras, volta a se chamar Palestra, em 50.
1969- Surge o Londrina Esporte Clube, o LEC, fruto de uma fusão entre o Paraná EC e o Londrina de Futebol e Regatas.
1971- Da união de Palestra Itália, Ferroviário e Britânia surge o Colorado Esporte Clube, que incorpora o patrimônio dos três clubes e passa a mandar seus jogos no Estádio Durival de Britto. O nome do novo clube vem do apelido do Ferroviário, que era chamado de "Colorado", devido à cor vermelha de sua camisa que é mantida pelo novo clube.
1971- O Água Verde, clube que se originara do antigo Savóia, muda de nome e passa a se chamar Esporte Clube Pinheiros.
1989- Surge o Paraná Clube. O fato mais importante em 1989 está reservado para o último mês do ano. Colorado e Pinheiros trabalham durante meses no projeto para uma fusão, que ocorre no dia 19 de dezembro. Os dois clubes representam uma seqüência de fusões, envolvendo nada menos que 13 associações. Surge então o Paraná Clube, cujo simbolo principal, exibido no escudo, é uma gralha azul, pássaro-símbolo do Estado. Pelo acordo de união, os jogadores passam a pertencer ao Tricolor. Mas a grande transformação ocorre no patrimônio, com a incorporação dos imóveis pertencentes aos clubes extintos, resultando em cinco sedes sociais.
2002- houve a disputa do Estadual com 08 equipes do interior sem a participação de Atlético, Coritiba, Paraná e Malutron. Esses clubes disputavam a Copa Sul-Minas e foram incluidos na disputa do Supercampeonato.

OBS: Apesar de alguns meios de comunicação divulgarem que o vice campeão de 1935 foi o Ferroviário encontramos no site da FPF que o verdadeiro vice daquele ano foi o Olinda; o mesmo ocorre com o ano de 1936; e em 1959, onde o Londrina é indicado como o vice e não o Ferroviário. O mesmo ocorre em diversos outros anos; é que o campeão estadual saia do cruzamento entre o vencedor da capital e o vencedor do interior.


Pesquisas: Sidney Barbosa da Silva
Fonte: www.federacaopr.com.br e Arquivo www.campeoesdofutebol.com.br
Página adicionada em Outubro/2005 e atualizada em Junho/2007.

 

Pesquisa personalizada

Livros Digitais Campeões do Futebol

Ir ao Topo