Competição extinta organizada com aval da Conmebol e da Uefa disputada por clubes campeões da Copa Intercontinental ou Euro-América, separada por continente (zona). O vencedor de cada zona (continente) fazendo a final. Foi disputada apenas duas edições devido a recusa dos clubes europeus pelo torneio.

A competição foi idealizada pelas três equipes da América do Sul, até então, campeãs da Copa Intercontinental - Santos, do Brasil, Racing Club, da Argentina e Peñarol, do Uruguai em finais de 1967. A idéia era de usufruir desta conquista única que até o momento Santos e Peñarol haviam conquistado por duas vezes e Racing com uma conquista.

O primeiro torneio foi anunciado em Buenos Aires, na Argentina no final de 1968 pelos dirigentes do Racing e Peñarol, mencionando que a partir da edição de 1969, incluiriam o Estudiantes de La Plata, da Argentina, que em 16 de outubro de 1968, havia conquistado a Copa Intercontinental, ao vencer o Manchester United, da Inglaterra.

A iniciativa dos clubes teve uma recepção positiva na Conmebol, que em seguida, contactou a Uefa para a realização de um torneio semelhante na Europa.

A Uefa resolveu criar a Zona Européia que envolveria Real madrid e Inter de Milão, as únicas equipes que haviam conquistado a Copa Intercontinental no continente, em uma partida eliminatória e, o vencedor desta partida enfrentaria o vencedor da Zona Sulamericana, criando-se uma terceira competição, a Zona Intercontinental. Mas o Real Madrid desistiu da partida e do compromisso firmado, ficando a Internazionale, aguardando o campeão da Zona Sulamericana de 1968/69. E em 1969, o Santos venceu a Inter de Milão numa final realizada na casa do adversário - esta foi a única vez que se disputou a Zona Intercontinental.

A Zona Sulamericana de 1969 teve como campeão o Peñarol, do Uruguai, que era dirigido pelo brasileiro Osvaldo Brandão e que contava com figuras históricas como o goleiro Ladislao Mazurkiewicz, o chileno Elias Figueroa, Pedro Virgilio Rocha, Alberto Spencer e Juan Joya. Do lado europeu, participariam a Internazionale, o Real Madrid e o AC Milan, que havia conquistado a Copa Intercontinental de 1969, mas não se realizou e a competição da Zona Intercontinental se extinguiu.

Uma terceira edição da Zona Sulamericana foi marcada pela Conmebol para 1970 e acabou por não se realizar. O desinteresse dos clubes foi a principal causa da extinção da Supercopa, que havia tido uma boa recepção do público e da imprensa e grandes jogadores em campo.

A Supercopa será, inclusive, reconhecida no Ranking de Clubes da Conmebol, segundo informações no site da Conmebol em 15 de dezembro de 2006.


Ano Campeão Vice
Zona Sulamericana
1969 Peñarol (Uruguai) Racing (Argentina)
1968/69 Santos FC (Brasil) Peñarol (Uruguai)
Zona Européia
1968/69 (*) Internazionale (Itália) Real Madrid (Espanha)
(*) O Real Madrid desistiu da disputa.
Zona Intercontinental
1969 não disputado -
1968/69 Santos FC (Brasil) Internazionale (Itália)


Sidney barbosa da SilvaPesquisas de Sidney Barbosa da Silva
Fonte: Arquivo www.campeoesdofutebol.com.br; e www.conmebol.com
Página adicionada em 06/Janeiro/2007 - revisada em 25/Abril/2013.

 



Pesquisa personalizada






Ir ao Topo