+ Copa Libertadores         + Poesia e Futebol      

       

COPA LIBERTADORES

(Um pouco da história da maior disputa entre clubes das Américas)

Com a devida autorização do meu amigo Sidney.
Hoje, este poeta resolveu o seu texto transformar.
Para que todo torcedor amante da bela poesia.
Possa, com esta sua bela pesquisa, se encantar.
Foi no ano de mil novecentos e cinqüenta e oito,
Que a Confederação Sul Americana, aqui no Rio.
Deu origem da Copa Libertadores das Américas,
Uma copa de clubes da America incluindo o Brasil.

Libertadores é uma homenagem aos nossos heróis.
Que pela Independência Sul-Americana lutaram.
Hoje em dia a chamada Copa Toyota Libertadores.
Que os nossos Clubes Sul Americanos abraçaram.
A idéia surgiu em mil novecentos e vinte e nove.
A Confederação Sul Americana de Futebol apoiou,
Foi a Copa Rio da Prata entre Argentina e Uruguai.
Na década de Trinta, que realmente tudo começou.

José Usera Bermudez e Roberto Espil, os visionários.
Que na época o Nacional de Montevidéu, juntos dirigiam.
Idealizaram um torneio entre os campeões nacionais.
Como a idéia não vingou quase que eles desistiram.
Mas o Roberto Espil, era teimoso e não abandonou,
Aquela idéia, e resolveu cuidadosamente analisar.
As distancias e geografia de todo o nosso continente,
Decidiu os vice-campeões também iriam participar.

A surpresa veio em mil novecentos e quarenta e oito,
Pois foram os chilenos, os primeiros, esta Copa realizar
Robinson Alvarez Marim, um dirigente do Colo Colo.
Resolveu o “Projeto Uruguaio”, para a América mostrar.
Através da Confederação Sul Americana de Futebol.
Onde o Sr. Luiz Valenzuela, na época, era o presidente,
Resolveu dar total apoio e em Santiago do Chile, realizar.
A Taça America Del Sur, naquela época, surpreendente.

Participaram do torneio em mil novecentos e quarenta e sete,
De Taça Libertadores da América por muitos anos chamada.
O campeão Chileno Colo Colo, O Nacional campeão do Uruguai.
O River Plate, campeão da Argentina participou da empreitada.
Em mil novecentos e quarenta e sete, o clube Litoral da Bolívia.
O campeão Boliviano lá estava do Peru veio o Clube Municipal.
O Emelec veio do Equador, o Vasco da Gama do Brasil foi convidado.
Já que aqui no Brasil ainda não existia um campeonato Nacional.

A Copa Libertadores da América e a mais importante,
Competição entre os clubes deste nosso continente.
Desde mil novecentos e sessenta, quando foi criada.
A rivalidade entre os nossos clubes está pressente.
Inicialmente vinte clubes de sete países participavam.
Em dois mil, os clubes participantes eram trinta e dois.
Trinta e seis em agosto de dois mil e três participaram.
Trinta e sete clubes em dois mil e cinco, e logo depois.

No ano de dois mil e seis, a Copa atinge a marca atual.
Dos trinta e oito participantes que até hoje se mantém.
A Copa Toyota libertadores virou Libertadores Santander.
Com participação na Copa os clubes do México, também.
O primeiro representante do Brasil o Foi o Nosso Bahia.
Que na época foi o grande Campeão da extinta Taça Brasil.
Apesar das restrições dos clubes brasileiros, no início.
Hoje, está cada vez mais viva na América do Sul e no Brasil.

Amigo Sidney aqui termino a reprodução do seu texto.
Pedindo minhas desculpas se não consegui demonstrar.
Em meus versos, esta sua pesquisa tão bem realizada.
Mais foi a melhor maneira que eu consegui transforma.
Espero que minhas palavras, neste poema, hoje escrito.
Venha, ao seu senso jornalístico, o seu texto mostrar.
Para todos os desportistas que gostam da boa poesia.
Que o Futebol da Santander libertadores possa encantar.


Autor: Poeta Cypriano Maribondo
Email: cmgtpoeta@yahoo.com.br
Página adicionada em 15/Junho/2011.

 

 

Pesquisa personalizada

 

 

Livros Digitais Campeões do Futebol

Ir ao Topo