HISTÓRIA DO FUTEBOL RONDONIENSE


Federação Rondoniense de FutebolFEDERAÇÃO DE FUTEBOL DO ESTADO DE RONDÔNIA
Fundada em 29 de outubro de 1944
Endereço: Rua Rui Barbosa, 800 - Arigolândia
Porto Velho/RO - CEP 78902-240
Site oficial: www.ffer.com.br


História 1ª Divisão 2ª Divisão Outras Competições Arquivo     + ESTADUAIS

       

O Território Federal do Guaporé (atual Rondônia) foi criado em 01.10.1943, pelo Decreto-lei 5.812, de 13.09.1943, por desmembramento dos Estados do Amazonas e do Mato Grosso. Poucos meses antes, em 10.07.1943, foi fundado o Ferroviário AC, quando Porto Velho ainda era território amazonense. Logo em seguida, em 29.10.1944, foi fundada a Federação de Desportos do Guaporé (atual Federação de Futebol do Estado de Rondônia) por iniciativa do jornalista Ocian da Silveira Pinto e, em 1945, foi disputado o primeiro campeonato. Veja » Clubes campeões por mais de um estado.

Até o ano de 1990 os campeonatos eram amadores e durante este período, a Federação só deixou de realizar o campeonato de 1988, quando todos os filiados pediram licença.

Carlos Henrique Alves - o interventorEstabelecido a crise, a CBF decretou a intervenção na FFER em 28 de fevereiro de 1989. O vice presidente da CBF, Sr. Alfredo Alberto Nunes Leal, no exercício da presidência, nomeou para o cargo o interventor, o Sr. Carlos Henrique Alves que foi orientado para que no prazo de 60 dias, reestruturasse a entidade, promovendo a realização das eleições.

Heitor da Costa Júnior - o primeiro presidenteNo dia 20 de abril de 1989, no prédio da Câmara Municipal de Porto velho, realizou-se o pleito que elegeu para presidente da entidade, o Deputado Estadual e Odontólogo, o Dr. Heitor Luiz da Costa Junior que cumpriu tudo o que prometera no seu discurso de posse. Realizou o campeonato em 1989, fez o último estadual amador em 1990, e a FFER, que até então, funcionava precariamente nas dependências do estádio Aluizio Ferreira, teve sua sede própria inaugurada em 05 de agosto de 1990, ocasião, em que estiveram presentes inúmeras autoridades locais, a diretoria da CBF e o seu presidente Sr. Ricardo Terra Teixeira.

A Sede PrópriaO profissionalismo tão esperado enfim chegou. Em 18 de agosto de 1991, teve início o primeiro campeonato rondoniense de futebol profissional (dez anos após Rondônia ter deixado de ser Território para virar estado), que contou com a participação de nove equipes. Com as dependências do estádio Aluizão lotadas, os times do Ferroviário Atlético Clube e do Ji-Paraná fizeram a grande final, onde este último venceu pelo placar de 3 a 2, deixando para sempre o seu nome na história como o primeiro campeão rondoniense da era profissional. Fortalecia-se o futebol no interior do estado.

Antiga SedeO campeonato de 1992 foi muito importante, pois em âmbito nacional, o estado de Rondônia participou de três competições promovidas pela CBF: o campeonato brasileiro Serie B, pois não havia ainda a Série C, Copa do Brasil, e o campeonato brasileiro juvenil.

O campeonato estadual da primeira divisão tem um brilho todo especial, pois oportuniza aos clubes disputar a Copa do Brasil e o campeonato brasileiro Série D, podendo-se chegar as categorias A, B e C, e até mesmo almejar competições como a sulamericana e a libertadores da América.

O Campeonato Rondoniense de Futebol profissional da segunda divisão, sem nenhuma dúvida traz ao calendário esportivo muita vibração, em virtude do sobe e desce das equipes, valorizando por demais as competições e os que delas participam.

Hoje o calendário do futebol rondoniense vai de janeiro a janeiro com competições de alto nível gerando centenas de empregos diretos e indiretos que abrangem desde os atletas profissionais e amadores em seus clubes de origem, até a imprensa falada, escrita e televisada.

Em termos de torcida e rivalidade, seu apogeu ocorreu no final da década de 70 e início de 80, época em que era disputado o extinto Copão da Amazônia, onde estados como Rondônia, Acre, Roraima e Amapá faziam a verdadeira festa do futebol nortista, levando as capitais a uma briga saudável para sediar a competição.

Neste período de amadorismo (1945 a 1990), Ferroviário e Moto Clube faziam grandes clássicos, e é considerado até hoje, por jornalistas e torcedores, como o maior e melhor de toda história do futebol rondoniense. O confronto entre as duas equipes lotava o velho Aluízio Ferreira. No entanto, com a chegada do profissionalismo, ambas as equipes se afastaram do futebol, o Ferroviário chegou a disputar o campeonato de 1991, mas após o vice-campeonato, licenciou-se e hoje vive apenas de seus sócios. Já o Moto Clube de tantas glórias e conquistas, seguiu o rumo do Ferroviário, porém devido a várias más gestões de seus dirigentes, o clube encontra-se completamente falido, o que é uma pena para o esporte do estado.

O Moto Clube inclusive, proporcionou ao futebol do estado, a maior glória em competições regionais, pois o dia 17 de julho de 1977 jamais será esquecido. Nesta data, o torcedor vibrou, chorou e comemorou juntamente com sua equipe a conquista do mais importante título da história do futebol rondoniense, a Taça da Integração da Amazônia, o popular Copão da Amazônia.

O Moto Clube venceu o Rio Branco por um placar apertado e conquistou o título, que voltou a se repetir um ano depois no dia 13 de setembro de 1978 contra o mesmo adversário.


Sidney barbosa da SilvaPesquisas de Sidney Barbosa da Silva.
Fontes: www.ffer.com.br; Artigo de Laércio Becker; e www.campeoesdofutebol.com.br.
Página adicionada em 12/Abril/2009 atuaizada em 14/Fevereiro/2014.

 

Pesquisa personalizada

Livros Digitais Campeões do Futebol

Ir ao Topo