Acabou a espera. Após cair duas vezes nas semifinais, em 2002 e 2014, o Santa Cruz conquistou a Copa do Nordeste pela primeira vez em sua história. O Tricolor das Multidões, que havia vencido o jogo de ida por 2 a 1, no Arruda, empatou em 1 a 1 com o Campinense neste domingo (1), no Amigão, em Campina Grande (PB), e garantiu a taça do Nordestão. O Time do Povo saiu atrás, sofrendo o gol já na etapa final, mas Arthur, aos 33 minutos, deixou tudo igual e levou o título para Pernambuco.

Mesmo em vantagem e fora de casa, o Santa Cruz começou tomando a iniciativa ofensiva da partida. Ainda no primeiro minuto, Grafite arrancou do meio-campo e, ao se aproximar da área, foi derrubado: falta. Na cobrança, o lateral Tiago Costa bateu por cima do gol, levando muito perigo ao goleiro Gledson. O Campinense, por sua vez, respondeu com Roger Gaúcho, aos 18. O camisa 10 ficou frente a frente com Tiago Cardoso, mas chutou para fora. Oito minutos mais tarde, Grafite, que marcou o gol da vitória no jogo de ida, teve chance de balançar a rede novamente nesses 180 minutos de decisão. Arthur fez boa jogada pela direita e cruzou para a área. Na cara do gol, o camisa 23 errou o alvo e desperdiçou uma oportunidade incrível.

Se no primeiro tempo não houve muitas chances, os últimos 45 minutos (mais três de acréscimo) da Copa do Nordeste de 2016 compensaram com muita emoção. E o Santa começou melhor novamente. Aos dois, Arthur recebeu na área e bateu cruzado. A bola chegou a balançar a rede, mas pelo lado de fora. Vinte e três minutos depois, a Raposa abriu o placar. Rodrigão tabelou com Pitbull e, mesmo no meio de três marcadores, bateu no canto esquerdo do goleiro adversário e colocou o time na frente. Foi o 17º gol dele na temporada, que o manteve como maior goleador do Brasil na atualidade e artilheiro da Copa do Nordeste, com 9 gols. Além das conquistas individuais, o camisa 9 dava o título ao Campinense. Aos 33 minutos, no entanto, Keno pedalou para cima de Negretti e cruzou para a área. O atacante Arthur errou o alvo na primeira, mas pegou o rebote e deixou tudo igual: 1 a 1. Após sofrer o gol, os paraibanos ainda tentaram a virada, que levaria a decisão para os pênaltis, mas o Tricolor pernambucano se defendeu bem e garantiu o primeiro título do Nordestão dos 102 anos de sua história.

A conquista garante o Santa Cruz nas duas próximas edições da Sul-Americana, em 2016 e 2017.

FICHA TÉCNICA - CAMPINENSE 1 X 1 SANTA CRUZ
Local: Estádio Amigão, em Campina Grande (PB)
Data: 1° de maio de 2016, domingo - Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Jaílson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (BA) e José Carlos Oliveira dos Santos (BA)
Cartões amarelos: Rodrigão (Campinense); Tiago Cardoso, Arthur (Santa Cruz)
GOLS: Rodrigão, aos 25; e Arthur, aos 33 minutos, ambos do segundo tempo

CAMPINENSE: Gledson; Negretti, Joécio, Tiago Sala e Danilo; Fernando Pires, Magno, Jussimar (Tiago Pedra) e Roger Gaúcho (Adalgiso Pitbull); Filipe Ramon (Raul) e Rodrigão Técnico: Francisco Diá

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Vítor (Bruno Moraes), Neris, Danny Morais e Tiago Costa; Uillian Correia, Leandro Lima (João Paulo) e Lelê (Wellington); Arthur, Keno e Grafite Técnico: Milton Mendes

Fontes: www.gazetaesportiva.com; e www.cbf.com.br / Foto: Créditos: Antônio Melcop / Santa Cruz


Confira História e títulos do Santa Cruz     Todos os Campeões da Copa do Nordeste






Pesquisa personalizada






Ir ao Topo