Futebol Bahiano - Campeões do Futebol
Pesquisa personalizada
História do Vitória (BA)

TABELA CAMPEONATO BAHIANO DE 1910
(PRIMEIRA DIVISÃO)

  CAMPEÕES 1ª Div.                                                                 + TABELAS        + ESTADUAIS
HISTÓRIA DO CAMPEONATO

Tudo indicava que o certame de 1910 seria bem animado. Filiam-se dois novos clubes: O São Paulo Club, composto de acadêmicos paulistas na sua maioria residentes no Ginásio São José, e o S. C. Rio Vermelho, formado na sua grande maioria por rapazes do nosso comércio. O São Paulo por ser fundador da Liga ficou isento do pagamento da jóia. O campeonato teria início no dia 15 de maio com o clássico Vitória x São Salvador. Infelizmente, porém, o São Salvador não compareceu ao campo vencendo assim o Vitória seus primeiros dois pontos. Elementos do São Salvador não se conformam com a atitude do Clube e uma crise arrebenta, resultando no afastamento de vários jogadores do primeiro quadro, como Artur Morais, e outros que se filiaram ao Santos Dumont. Resolve então a diretoria do alvi-verde oficiar a Liga entregando os pontos dos demais jogos do campeonato, que perde com isso metade do entusiasmo.

O Saõ Paulo deixa a Liga

O Campeonato vai sendo disputado com altos e baixos. A política porém infiltra-se na Liga e tudo se resolve contra os seus Estatutos. Em 21 de agosto de 1910 o certame está no apogeu. A situação dos concorrentes é a seguinte: O São Paulo lidera com 13 pontos ganhos, seguido do Santos Dumont com 12. O Rio vermelho com 7, o Vitória com 4 e o São Salvador com 0, não têm mais chances de vencerem a disputa.

Trava-se, então, o encontro Vitória x Santos Dumont. O Vitória ganhando, vence o Campeonato o São Paulo. Ao Santos Dumont basta uma simples vitória para levantar o título. O time do Vitória apresenta-se reforçadíssimo e treinado a capricho. O rubro-negro faz parte do bloco a favor do São Paulo na politicalha da Liga e o Santos Dumont ao do São Salvador. De comum acordo é escolhido para atuar como árbitro o Sr. Eurico Salles Gomes do São Paulo, um grande juiz e, sobretudo, honesto e imparcial. O Vitória vence o jogo por 1 a 0, gol de pênalti cometido por Arthur Morais (toque na área) e não reclamado. No 2º tempo, quando o escore já era de 1 a 0, Kruschevisky, jogador do Vitória, comete falta violenta na grande área, mas o juiz nada marca. Há protestos, porém o jogo continua até o seu término.

Aclamações ao São Paulo, campeão de 1910. O juiz teve que deixar o gramado escondido para evitar a ira dos jogadores e dirigentes do Santos Dumont.

Em 29 de agosto, reúne-se a Liga e resolve por unanimidade e por proposta do Sr. Francisco Braga, do São Salvador, interessado por estarem emprestado ao Santos Dumont vários jogadores do seu Clube, "Anular o jogo entre Vitória e São Salvador por ser o juiz do São Paulo Club parte interessada". O Vitória declara que em absoluto jogará novamente com o Santos Dumont, alegando que a resolução da Liga foi absurda e ilegal e contra os seus Estatutos que dizem: são autônomas as resoluções dos juizes. Também não se conforma com tão absurda resolução o São Paulo e no dia seguinte envia a Liga um ofício dando-se por demitido em virtude de terem sido prejudicados os seus direitos com a resolução tomada na última reunião.

Reúne-se a Liga para resolver sobre a demissão do São Paulo. Foi uma das reuniões mais agitadas do ano. Finalmente é dada a demissão do São Paulo. Na mesma reunião o Presidente da Liga, Sr. Alexandre Cardoso, demite-se irrevogavelmente sendo substituído pelo 1º Secretário, Francisco Assis Gaspar, do Rio Vermelho.

O jogo anulado é disputado

A política está fervendo. Não é possível que o Santos Dumont leve o Campeonato de colher. O Vitória precisa derrotá-lo novamente, mas os seus representantes declararam na reunião de 29 de agosto que o time não entraria em campo novamente para jogar. Forma-se partido no Clube e uma crise está a estourar. Finalmente Juvenal Teixeira consegue apaziguar os brigões e o Vitória resolve enfrentar novamente o Santos Dumont. No dia 11 de dezembro de 1910 é disputado o cabuloso jogo anulado e o Vitória cai vencido por 2 a 1 numa partida cheia de encrencas, tornando-se assim o Santos Dumont, Campeão Bahiano de 1910.

15/05 – São Salvador 0 x w Vitória

22/05 – São Paulo 0 x 0 Rio Vermelho

26/05 – Santos Dumont w x 0 São Salvador

29/05 – Vitória 0 x 1 São Paulo

05/06 – Rio Vermelho 0 x 3 Santos Dumont

11/06 – São Salvador 0 x w São Paulo

12/06 – Rio Vermelho 0 x 2 Vitória

19/06 – São Paulo 1 x 1 Santos Dumont

24/06 – São Salvador 0 x w Rio Vermelho

26/06 – Santos Dumont 2 x 0 Vitória

29/06 – Rio Vermelho 0 x 1 São Paulo

03/07 – São Salvador 0 x w Santos Dumont

10/07 – São Paulo 2 x 0 Vitória

17/07 – Santos Dumont 4 x 1 Rio Vermelho

24/07 – São Paulo w x 0 São Salvador

31/07 – Vitória 3 x 0 Rio Vermelho

07/08 – Santos Dumont 0 x 0 São Paulo

14/08 – Rio Vermelho w x 0 São Salvador

21/08 – Vitória 1 x 0 Santos Dumont (Jogo anulado)

04/09 – São Salvador 0 x w Vitória

11/12 – Vitória 1 x 2 Santos Dumont

CLASSIFICAÇÃO FINAL

Santos Dumont 14 pontos (campeão); São Paulo 13; Rio Vermelho 7; Vitória 6; e São Salvador 0.
  CAMPEÕES 1ª Div.                                                                 + TABELAS        + ESTADUAIS
Fontes: historiadofutebolbaiano.zip.net (Textos que foram publicados no Jornal A Tarde em 26/03/2006, na seção MegaFone do suplemento A Tarde Esporte Clube); e Arquivo www.campeoesdofutebol.com.br
Pesquisas de Sidney Barbosa da Silva - Página adicionada em 17/Fevereiro/2014.
  CAMPEÕES   ESPECIAIS
  + ESPECIAIS   + FUTEBOL
Carrões Importados e Nacionais de Colecionadores Autor Laércio Becker - Livro Do Fundo do Baú - Pioneirismos no Futebol Brasileiro
   Home      Historiadores      Blog Campeões      Loja Campeões
  Arquivo Campeões do Futebol - Desde 2005 | Desenvolvido e mantido por Sidney Barbosa da Silva | Hospedagem SBSites Brasil
 
  * Permitido a reprodução de todo conteúdo desde que citada a fonte e o Autor/Pesquisador