HISTÓRIA DO FUTEBOL BOLIVIANO


Federação Boliviana de Futebol   FEDERACIÓN BOLIVIANA DE FÚTBOL
  Fundada em 12 de setembro de 1925
  Filiação FIFA: 03/Maio/1926 - Filiação Conmebol: 12/Outubro/1926
  Endereço: Av. Libertador Bolivar Nro 1168, 4to Piso - Cochabamba - Bolivia
  Site: http://fbf.sidbol.com; http://fbf.sidbol.com; www.fbf.com.bo


História 1ª Divisão 2ª Divisão Camp. de La Paz Outras Competições Seleção Boliviana Arquivo   + NACIONAIS

   

O Surgimento do Futebol Boliviano
Oruro Royal, o pioneiro do futebol boliviano
Oruro Royal - clube pioneiro na Bolivia.

O futebol como o cinema chegou as terras altas de Potosí no século XIX. Conta a história que um empreendedor orureño radicado no Chile por um tempo, voltou a sua terra portando uma bola e uma idéia, impor o foot-ball nas alturas dos Andes.

Foi assim que em 26 de maio de 1896 funda-se em Oruro o clube que é, sem dúvida, o pioneiro do futebol boliviano, o Oruro Royal, cujo nome é uma mostra da influência permanente do uso de palavras em inglês na época, e que serviu para batizar muitos dos clubes fundados no país. Suas cores: camisa com barras verticais brancas e negras e calções brancos. Ricardo Ramos foi o primeiro presidente e fundador. No inicio as partidas eram disputadas pelos próprios funcionários ingleses da empresa Bolivian Railway.

Já o registro formal da primeira partida por periódicos de Oruro ocorreu em 26 de maio de 1897, no primeiro aniversário do clube Royal realizada na praça 10 de fevereiro. O encontro teve como rivais duas equipes do próprio clube, com onze jogadores para cada lado, e um árbitro trajando-se todo de branco. O Oruro Royal foi a base da seleção boliviana que disputou a primeira Copa do Mundo de 1930.

Primeiras Ligas

Antes mesmo de ser fundada a Federação Boliviana de Futebol, foram criadas as associações de futebol locais. A primeira delas foi a Associação de Futebol de La Paz (La Paz Football Asociation), em 22 de fevereiro de 1914, depois vieram outras, como a de Sucre (1914) e Santa Cruz de La Sierra (1917), que disputavam com regularidade seus campeonatos citadinos. Já a associação de Oruro, onde foi introduzido o futebol no país, só seria criada em 1921.

A Federação

A idéia da criação de uma federação partiu da iniciativa de Aniceto Solares com outros dirigentes, que se reuniram em Cochabamba, em 12 de setembro de 1925. As associações fundadoras foram sete, seis de capitais de departamento (Cochabamba, La Paz, Oruro, Potosí, Santa Cruz e Sucre), e uma regional (Uyuni).

A primeira diretoria ficou assim formada: Presidente: Aniceto Solares (Sucre); Vice-presidente: René Rengel (Oruro); Secretarios: Félix Capriles (Cochabamba) e Guillermo Fortún (Uyuni); Delegados: Jorge Álvarez (Uyuni), Enrique Aponte (Santa Cruz), Roberto Barbery (Santa Cruz), Emilio Benavides (Sucre), Luís Castel Quiroga (Cochabamba), Octavio Deheza (Oruro), Arturo Galindo (La Paz), Ignacio López (La Paz), Max Lozano (La Paz), José Nogales (Potosí), Filiberto Osorio (Potosí) e Rafael Vázquez (Oruro.)

No ano de 1926,a FBF pediu sua afiliação as duas entidades maiores do futebol, a mundial e a sulamericana. Primeiro foi admitida pela FIFA, que a reconheceu em e de maio de 1926 em seu congresso de Roma. Já na CONMEBOL passou a fazer parte meses depois, em 12 de outubro em uma reunião em Santiago do Chile, no mesmo dia que a Seleção Boliviana fazia sua estréia no Campeonato Sul-americano.

O Profissionalismo

A década de 50 foi decisiva para a história da Bolivia, como a Revolução liderada pelo Movimiento Nacionalista Revolucionario. Já no futebol a "revolução" passou pela Liga de La Paz, que modificou seus estatutos e se converteu numa associação mixta, tanto profissional, como amadora. Sendo assim, a partir de 1950, os campeonatos de futebol da Primeira A em La Paz eram profissionais, não semi-profissionais como insiste dizer alguns meios de comunicação, na medida que os jogadores recebiam salários por seu trabalho como atletas e progressivamente recebiam bonificações e prêmios segundo sua qualidade e desempenho em campo.

O futebol profissionalizado teve a participação de nove equipes, sendo elas: Always Ready, Atlético La Paz (extinto), Bolívar, Ferroviário, Ingavi (extinto), Litoral, Northern, depois chamado de Mariscal santa Cruz (extinto), The Strongest e Unión Maestranza, o campeão de La Paz na temporada 2011/2012. O primeiro campeonato profissional iniciou em 9 de julho de 1950, tendo como primeiro campeão o Bolívar, que somou 21 pontos.

Com o tempo várias associações e clubes de todo país aderiram ao profissionalismo, tendo, inclusive, clubes de Cochabamba e Oruro disputando o campeonato da Associação de Futebol de La Paz, até ser consolidado em duas etapas; primeiro com o Torneo Mayor - Simón Bolívar (1960 a 1976), e com a criação da Liga de Fútbol Profesional Boliviano (1977). Desta maneira, deve-se considerar os campeões do futebol profissional no período 1950 a 1959 como campeões nacionais.

O caminho ao profissionalismo segiu desta maneira: La Paz em 1950; Cochabamba em 1954; Oruro em 1954; Santa Cruz de la Sierra em 1965; Chuquisaca em 1969; Potosí em 1970; Beni em 1975 e Tarija em 1985. O único departamento que nunca participou em campeonatos profissionais é Pando, salvo a anedota de que uma equipe participou no Torneio Mayor de 1961 (a equipe seria o Pando Cobija).

A Liga Profissional

Logo da Liga Profissional da BoliviaA Liga del Fútbol Profesional Boliviano (LFPB) é a principal divisão do país. Foi fundada em 1977 e se converteu na sucessora da Copa Simón Bolivar (Torneio Maior), o primeiro Torneio Nacional Boliviano jogado desde 1960.

O formato dos campeonatos da LFPB tem mudado através dos anos. Em 1977 (primeira edição), a liga tinha 16 equipes separadas em duas séries, disputadas entre fevereiro e dezembro. A partir de 1991 uma nova fórmula de disputa foi criada, com equipes disputando dois campeonatos por ano, o Apertura, e o Clausura, cujo ganhadores disputavam o título de campeão nacional, que durou até 2002. Depois no ano de 2003 deixou-se de jogar o play-off, e o campeonato passou a ter dois campeões por ano. Sobre rebaixamento, a equipe que somar o menor número de pontos cai de divisão, neste caso, disputa o seu campeonato departamental, regida pela Associação a que o clube pertença.


Pesquisas realizadas por Sidney Barbosa da SilvaSidney Barbosa da Silva.
Fontes: www.fbf.com.bo, www.lfpb.com.bo, historiadelfutbolboliviano.com e Arquivo www.campeoesdofutebol.com.br.
Página adicionada em 13/Março/2013 - atualizada em 25/Outubro/2018.