Estatísticas
País/Sede: Brasil / Rio de Janeiro
Final: Brasil 1, Uruguai 0 (Arthur Friedenreich, 122 min). Nota: Foi jogo desempate, logo que ambos terminaram em primeiro lugar.
Artilheiros: Arthur Friedenreich, Brasil e Neco, Brasil, 4
Jogos: 7 - Total de Gols: 27 - Média de 3.8 por jogo

Curiosidades
1. O jogo de desempate entre Brasil e Uruguai foi o mais longo na história da Copa América: disputaram 150 minutos, já que o tempo suplementar foi de dois tempos de 30 minutos cada um.
2. No jogo contra o Chile, o goleiro uruguaio Roberto Chery sofreu uma grave lesão e morreu poucos dias depois. Este lamentável caso é único na história da competição.

CAMPEONATO SULAMERICANO 1919
Data Mandante Placar Visitante Local
11/05 Brasil 6 x 0 Chile Rio de Janeiro/BRA
13/05 Uruguai 3 x 2 Argentina Rio de Janeiro/BRA
17/05 Uruguai 2 x 0 Chile Rio de Janeiro/BRA
18/05 Brasil 3 x 1 Argentina Rio de Janeiro/BRA
22/05 Argentina 4 x 1 Chile Rio de Janeiro/BRA
26/05 Brasil 2 x 2 Uruguai Rio de Janeiro/BRA
Obs.: (*) Na classificação Brasil e Uruguai terminaram empatados e um jogo desempate foi marcado.
CLASSIFICAÇÃO FINAL PG J V E D GM GS SG
01- Brasil (*) (Campeão) 5 3 2 1 0 11 3 8
01- Uruguai (*) 5 3 2 1 0 7 4 3
03- Argentina 2 3 1 0 2 7 7 0
04- Chile 0 3 0 0 3 1 12 -11
JOGO DESEMPATE

BRASIL 1 x 0 URUGUAI (na quarta prorrogação de 15 minutos)
Data: 29/05/1919, nas Laranjeiras - Rio de Janeiro (BRA)
Publico estimado: 35 000 - Árbitro: Juan Pedro Barbera (ARG)
Gol: Arthur Friendereich
BRASIL: Marcos de Mendonça (do Fluminense-RJ), Píndaro (Flamengo-RJ) e Bianco (Palestra Itália-SP); Sergio Pires (Paulistano-SP), Amílcar (Corinthians-SP) e Fortes (Fluminense-RJ); Millon (Santos-SP), Neco (Corinthians-SP), Friedenreich (Paulistano-SP), Heitor (Palestra Itália-SP) e Arnaldo (Santos-SP). Técnico: Ground Commité.
URUGUAI: Cayetano Saporiti, Manuel Varela e Alfredo Foglino; Rogelio Naguil, Alfredo Zibechi e José Vanzzino; José Pérez, Héctor Scarone, Angel Romano, Isabelino Gradín e Rodolfo Marán. Técnico: Severino Castillo.

O Brasil, país sede, ficou com o título.

Por Sidney Barbosa da Silva e Rafael de Paula da Silva.
Fonte: www.conmebol.com; e Arquivo www.campeoesdofutebol.com.br; e CBF.com.br (ficha da partida).
Página adicionada em 14/Junho/2011 - atualizado em 08/Abril/2019.

 

Shopping Digitais Campeões do Futebol