O INÍCIO

No início do século XX, em Belém, área aristocrática da cidade de Lisboa, reuniam-se frequentemente, para jogar futebol, vários rapazes de algumas das melhores familias do bairro, quase todas vizinhas de um estabelecimento da Rua Direita - a Farmácia Franco. A este grupo, conhecido por "Catataus" - composto pelos irmãos Rosa Rodrigues e amigos -, foram-se juntando, depois do Verão de 1903, antigos alunos da Real Casa Pia, dos Jerônimos, que tinham formado a Associação do Bem e que procuravam continuar a praticar futebol, esporte em que se iniciaram como alunos da instituição.

Após um jogo bem sucedido, entenderam, num almoço realizado no "Café do Gonçalves", que só com jogadores portugueses podiam fazer um bom clube de futebol. Seguiu-se um período em que se começou a pensar mais seriamente na criação de um novo clube. Escolheu-se o nome: Grupo Sport Lisboa; as cores do uniforme: vermelho e branco, por comunicarem alegria, colorido e simbolizarem a vivacidade da luta desportiva; o emblema: desenhado com base na águia, por ser uma ave altaneira, símbolo da elevação de propósitos e do espírito de iniciativa do Clube; Escolheu-se, também, a divisa: "E Pluribus Unum", como apologia da união e do espírito de família que caracterizou a criação do Clube.

No dia 28 de Fevereiro de 1904, na sequência de mais um treino, 24 jovens assumiram a formação de um novo clube, o Sport Lisboa. O acontecimento teve lugar durante uma reunião realizada na Farmácia Franco, no decorrer da qual foi constituída uma Comissão Administrativa", presidida pelo mais velho dos Catataus - José Rosa Rodrigues -, ficando a sede e a secretaria instaladas provisoriamente no mesmo local. Manuel Gourlade, tesoureiro do clube, empregado na Farmácia e ligado ao grupo dos Catataus, torna-se um elemento influente na dinâmica do novo clube, quer intervindo na componente administrativa, quer na parte técnica - orientando a preparação dos jogadores e adquirindo material de futebol (bolas, apitos, regras de jogo, etc.).

Uniformes
Uniforme
Uniforme do Centenário

Distintivos
Antigo Escudo do Sport Lisboa, atual Benfica
O primeiro distintivo com as iniciais SL, quando se chamava Sport Lisboa

Escudo do Grupo Sport Benfica, de 1906
Escudo do Grupo Sport Benfica, de 1906

Escudo do Sport Lisboa e Benfica, de 1908
Escudo do Sport Lisboa e Benfica, de 1908 (após a fusão)

A Farmácia
Farmacia Franco
A famosa Farmácia Franco da Rua Direita

Ata de Fundação
A Ata de Fundação
Ata de fundação
do Grupo Sport Lisboa, escrita por Cosme Damião.

 
Durante o ano de 1904, o Clube preocupa-se sobretudo com os treinos, tendo em mente formar uma grande equipe. Em Maio, consegue o arrendamento dum quarto na Travessa das Zebras, 29-A, em Belém, para instalar a sede. Emergiam, porém, alguns problemas - o Clube não tinha campo próprio, nem dirigentes para constituir uma estrutura organizada. Continuavam a ser os jogadores os responsáveis pela gestão do Sport Lisboa. Os primeiros jogos em 1905 mostravam que nascia um grande clube, alicerçado numa excelente equipe de futebol. Em Maio de 1906, criaram-se as seções de Pedestrianismo (atletismo) e Velocipedismo (ciclismo) - uma forma de os futebolistas poderem participar em provas de outras modalidades. Em 11 de junho de 1906, o clube participa pela primeira vez numa prova de ciclismo, representado pelo futebolista Fortunato Levy e no dia 22 de Novembro de 1906 é eleito o primeiro Presidente do Clube: Dr. Januário Barreto.
 
Em 10/02/1907, no campo da Quinta Nova, em Carcavelos, o Sport Lisboa vence, por 2 a 1, os "mestres ingleses" do Carcavelos Club, invencíveis havia 9 anos. Este resultado contribui para implantar o Clube no coração dos lisbonenses e atrai, nos jogos que se seguem, a presença crescente dos entusiastas do futebol. No dia 05/04/1907, o Clube realiza o jantar de despedida do goleiro Manuel Mora (de partida para a Argentina) e do capitão Fortunato Levy (saía para Cabo Verde).
Os dois primeiros troféus do clube veêm no dia 21/04/1907, nos Torneios Inter-Clubes, na 3ª e 2ª categorias (onde jogavam Cosme Damião e Félix Bermudes respectivamente).
Em 1908 o clube disputa a Liga de Futebol ficando na 3ª posição.

A FUSÃO

- Durante o verão de 1908, iniciam-se os contatos com o Sport Club Benfica, - agremiação vocacionada para o Ciclismo e Atletismo - de que eram sócios alguns jogadores do Sport Lisboa. Nascia assim, em 13 de agosto de 1908, após a absorção do Sport Club Benfica, por sugestão de Félix Bermudes, a nova denominação do clube que ficou assim: Sport Lisboa e Benfica
- A sede é transferida para o Beco Visconde Sanches Baena e o campo de jogos passa a ser o da Quinta da Feiteira, em frente à Igreja de Benfica e o número de associados aumenta para 276. Passando a existir um verdadeiro grupo de dirigentes, uma Direção, Conselho Fiscal e uma Mesa da Assembléia Geral. João José Pires é o Presidente do clube.
O Sport Lisboa e Benfica, especialmente vocacionado para o futebol, mantém a estrutura futebolística do Sport Lisboa, assumindo-se como uma continuação deste (permanecendo a camisa vermelha, o calção branco, o emblema com base na águia, a divisa "E Pluribus Unum" e os jogadores de Belém).

ANOS 60 - A DÉCADA DE OURO

Os anos 60 abriram com o Benfica a rubricar a mais notável página da sua valiosa historia: os dois titulos na Taça dos Clubes Campeões Europeus, em 1961 e em 1962. Foi o período áureo do futebol benfiquista, que nessa década voltaria a estar presente em mais 3 finais da competição máxima europeia (1963, 1965 e 1968). Os efeitos desta fase espantosa do futebol encarnado fizeram-se igualmente sentir na brilhante campanha da Seleção Nacional na Copa do Mundo disputado na Inglaterra, em 1966. Os jogadores do Benfica selecionados contribuiram, decisivamente, para o inesquecível 3° lugar - o melhor da história.
 
Ao vencer, em Berna, o Barcelona, por 3 a 2, no dia 31 de Maio de 1961, o Benfica - sob o comando do técnico Bela Guttman - obtinha a sua primeira grande vitória européia. Para a história ficaram os nomes de Costa Pereira, Mário João, Germano, Ângelo, Neto, Cruz, José Augusto, Santana, Águas, Coluna e Cavém. No ano seguinte, o Benfica renovava o título em Amsterdam, vencendo de forma soberba outro gigante do futebol espanhol, europeu e mundial: o Real Madrid - desta vez com Eusébio já de águia ao peito, para se tornar, rapidamente, a maior glória do futebol benfiquista e português de todos os tempos. Várias vezes escolhido para integrar Seleções da Europa e do Mundo, o nome e a figura de Eusébio tornar-se-iam verdadeiras instituições no seio do maior e mais universal dos clubes portugueses, conhecendo o seu nome, ainda hoje, um inquestionável prestígio além fronteiras.
 
Nesta década, o Benfica vence 7 vezes o Campeonato Nacional (1961, 1963, 1964, 1965, 1967, 1968 e 1969), conseguindo 2 "tris". Na Taça de Portugal, conquista 4 troféus (1962, 1964, 1969 e 1970). Além do futebol, noutras modalidades esportivas vence inúmeros Campeonatos Nacionais: 1 de Tênis, 1 de Atletismo em Pista, 1 de Halterofilismo, 2 de Xadrez, 2 de Boxe, 2 de Bilhar, 3 de Rugbi, 5 de Hóquei sobre Patins e 11 de Tênis de Mesa ( 6 masculinos e 5 femininos); em 1967, inicia uma série de 5 Campeonatos Nacionais de Corta-Mato feminino consecutivos e vence coletivamente as Voltas a Portugal em Bicicleta de 1963 e de 1966.

OS GALARDÕES - assim ficou conhecida a equipe pela France Football (Melhor Equipe Europeia - temporada 1967/68)

Eusebio com a camisa da Seleção PortuguesaO GRANDE IDOLO

Eusébio da Silva Ferreira nasceu a 25 de janeiro de 1942 no bairro de Mafalala, em Lourenço Marques, atual Maputo, a capital de Moçambique. Jogou de águia ao peito durante 15 dos 22 anos da sua carreira futebolística. E tornou-se um símbolo do Benfica, e da seleção portuguesa. É o maior goleador da história do clube lisboeta, com 727 gols em 715 partidas com a camisa vermelha.

Faleceu aos 71 anos, em 5 de janeiro de 2014, vítima de uma parada cardiorrespiratória. Confira a Biografia de Eusébio.


Pesquisas realizadas por Sidney Barbosa da Silva; colaboração de Nuno Soares, de Portugal.
Fontes: www.slbenfica.pt; e Arquivo www.campeoesdofutebol.com.br.
Página adicionada em 02/Abril/2006 - atualizada em 20/Setembro/2018.