A história da Libertadores 1963

A vitória por 2 a 1 sobre o Liverpool nesta quarta-feira (28) ainda não garante o PSG nas oitavas da Liga dos Campeões, mas facilita a missão que o time francês terá na última rodada contra o Estrela Vermelha, na próxima terça (11), vale até uma aposta: será que o PSG consegue avançar na liga? Aproveite o codigo bonus pokerstars. Neste momento, o PSG ainda é o segundo colocado com oito pontos, um a menos que o italiano Napoli e dois a mais que o Liverpool. O Estrela Vermelha é o lanterna, com quatro, e já não tem mais chances de classificação.

Neymar comemora seu gol numero 31 na Champions League
Neymar festeja o seu gol de número 31 na Champions League. Foto: Getty Images

Ao balançar a rede nesta partida, Neymar chegou a 31 gols em todas as suas participações na Liga dos Campeões, jogando pelo Barcelona e PSG, e se tornou o maior goleador brasileiro da história do torneio empatado com Rivaldo (Barcelona, Milan, Olympiacos, AEK Atenas). Antes deste gol, o camisa 10 da seleção dividia a segunda colocação com Kaká, 30 gols. Jardel (Porto e Galatasaray) é o terceiro, com 28.

A jogada começou com o próprio Neymar, que puxou contragolpe em velocidade e acionou Mbappé pela esquerda. O francês cruzou rasteiro para Cavani, mas Alisson conseguiu tirar a bola do uruguaio. O goleiro só não esperava que Neymar, seu colega de seleção, pegasse o rebote e completasse para o gol.

Na comemoração, Neymar cantou o funk "Parado no Bailão", de MC L da Vinte e MC Gury, e correu para comemorar com o amigo Daniel Alves, que estava no banco. O lateral voltou a ser relacionado pelo PSG após passar seis meses afastado por lesão.

FICHA TÉCNICA: PSG 2 X 1 LIVERPOOL
Data: 28 de novembro de 2018 - Local: Parque dos Príncipes, em Paris (França)
Árbitro: Szymon Marciniak (Polônia); Auxiliares: Pawel Sokolnicki e Tomasz Listkiewicz (Polônia)
Cartões amarelos: Verratti, Neymar (PSG); Wijnaldum, Gomez, Sturridge, Van Dijk, Robertson, Keita (Liverpool)
Gols: Bernat, aos 13, Neymar, aos 36, e Milner (de pênalti), aos 46 do primeiro tempo.

PSG: Buffon; Kehrer, Thiago Silva, Kimpembe e Bernat; Verratti, Marquinhos, Mbappé (Rabiot), Neymar e Di María (Dani Alves); Cavani (Choupo-Moting). Técnico: Thomas Tuchel.

LIVERPOOL: Alisson; Gomez, Lovren, Van Dijk e Robertson; Milner (Shaqiri), Henderson e Wijnaldum (Keita); Mané, Salah e Firmino (Sturridge) Técnico: Jurgen Klopp.

Fonte: https://pt.uefa.com/uefachampionsleague/news/