River campeão Libertadores 2018
Jogadores do River comemoram a conquista da Taça Libertadores 2018.

Após empatarem por 2 a 2 na La Bombonera, o segundo jogo da final estava marcado para o dia 24 de novembro, no estádio Monumental, casa do River, em Buenos Aires, mas foi adiado porque a torcida mandante arremessou pedras no ônibus dos jogadores do Boca durante a chegada da equipe. A partida foi remarcada para o dia seguinte, mas voltou a ser suspensa após os xeneizes alegarem que não estavam em condições de atuar.

O Boca reivindicou a suspensão definitiva do jogo de volta e o título continental. Porém, a Conmebol anunciou a realização da final no Santiago Bernabéu, casa do Real Madrid, tirando a decisão da Libertadores da América do Sul pela primeira vez em 58 anos de história.

O River Plate derrotou Boca Juniors por 3 a 1 no estádio Santiago Bernabéu, em Madrid, e conquistou o título da Copa Libertadores 2018. Aos 43 minutos do primeiro tempo, o artilheiro Benedetto driblou Maidana, deslocou Armani e abriu o placar para o Boca. Ele agora acumula cinco gols nos últimos quatro jogos pelo torneio. Decisivo. Mas o River também tinha em seu centroavante a arma para desequilibrar. Depois de linda tabela pela direita, Lucas Pratto aproveitou a bola rolada por Montiel e empatou a partida aos 22 minutos do segundo tempo. Na prorrogação, os comandados de Marcelo Gallardo alcançaram a virada com gols de Quintero e Pity Martínez.

FICHA TÉCNICA: RIVER PLATE 3 x 1 BOCA JUNIORS
GOLS – Benedetto, aos 43 minutos do primeiro tempo. Pratto, aos 22 do segundo tempo. Quintero, aos 3, e Martínez, aos 16 minutos do segundo tempo da prorrogação.
CARTÕES AMARELOS – Ponzio, Pérez, Fernández, Maidana e Casco.
CARTÃO VERMELHO – Barrios a 2 minutos do 1° tempo da prorrogação
ÁRBITRO – Andrés Cunha (Uruguai).
Público –62.282 pagantes.
LOCAL – Estádio Santiago Bernabéu, em Madri (Espanha).

RIVER PLATE – Armani; Montiel (Mayada), Maidana, Pinola e Casco; Pérez, Ponzio (Quintero), Palacios (Álvarez) e Fernández (Zuculini); Martínez e Pratto. Técnico: Marcelo Gallardo.

BOCA JUNIORS – Andrada; Buffarini (Tevez), Magallán, Izquierdoz e Olaza; Nández, Barrios e Pérez (Gago); Pavón, Benedetto (Ábila) e Villa (Jara). Técnico: Guillermo Schelotto.


Sidney Barbosa da SilvaPor Sidney Barbosa da Silva.
Página adicionada em 10/Novembro/2018.
Fonte: Arquivo www.campeoesdofutebol.com.br.

Campeões de todos os esportes do mundo