HISTÓRIA DO GUARANI


Guarani de Campinas  GUARANI FUTEBOL CLUBE
  Fundado em 02 de abril de 1911
  Av. Imperatriz Dona Tereza Cristina, 11, CEP 13100-200, Campinas/SP
  Estádio Brinco de Ouro da Princesa
  Site: www.guaranifc.com.br


História Títulos Brasileiro 1978 Hino Campos e Estádio Galeria Presidentes Símbolos Maiores Públicos Arquivo   + Clubes


A Fundação

O Guarani foi fundado em 1° de abril de 1911, por doze jovens, dez brasileiros, sendo nove de origem italiana e dois italianos, todos entre quinze e dezoito anos, são eles: Vicente Matallo (18 anos) e Antonio de Lucca (16), os italianos; Pompeo de Vito (15 anos), seu irmão Romeo Antonio de Vito (16), Angelo Panattoni (16), José Trani (16), Luiz Bertoni (19), José Giardini (18), Miguel Grecco (17), Julio Palmieri (16) e Hernani Felippo Matallo (16). E Alfredo Seiffert Jaboby Junior (18) era o único de família oriunda da Alemanha.

A reunião de fundação do Guarani foi realizada em 1° de abril, porém, para evitar futuras gozações devido o dia 1 de abril ser conhecido como dia da mentira, seus fundadores resolveram dar como data oficial da criação do novo clube em 02 de abril, um dia após da histórica data.

A fundação do Guarani Futebol Clube – no dia 02 de abril de 1911 – foi uma iniciativa de Pompeo De Vito, Ernani Filippo Matallo e Vicente Matallo (primeiro presidente do clube). O nome é uma homenagem à ópera "O Guarani", obra mais conhecida do maestro e compositor clássico Carlos Gomes (baseada no romance homônimo de José de Alencar), um dos mais ilustres homens nascidos na cidade de Campinas.

OS FUNDADORES




O Primeiro Uniforme

O primeiro uniforme oficial do Guarani, foi o sugerido pelo associado Gonçalo Alves em 1911: camisas brancas, de mangas longas, com punhos, gola e gravata verdes; calções brancos com filetes nas laterais e meias verdes.

Alguns meses depois o pai do "1° Capitão" Luiz Bertoni trouxe de Milão, Itália, um jogo de camisas listradas verticalmente de verde e branco, que passou a ser utilizado pelo time principal.

Camisas inteiramente verdes só viriam a ser adotadas em 1916, durante a conquista do Campeonato Campineiro daquele ano.

Primeiras Partidas

O primeiro jogo do Guarani ocorreu em 18 de junho de 1911 contra o Sport Club 15 de Novembro que conquistou a vitória por 3 a 0. No entanto, a perda abalou o ânimo da nova agremiação. Mas a tão aguardada vitória viria na partida seguinte, em 16 de julho de 1911, contra o Corinthians Foot-Ball Club, de Campinas que perdeu por 2 a 0 para o Guarani, que foi a campo com: Oliveira, Bertoni e Gonçalo; Marotta, Nick e Panattoni; Miguel, Trani, Fritz, Romeo e Grecco.

Distintivos

Primeiro escudo do GuaraniO primeiro distintivo (ao lado) em camisas foi utilizado em 1916. Um "G" bordado e aplicado sobre um escudo de forma bem diferente da atual.

Em 1923, quando da inauguração do primeiro Estádio, contra o Club Athletico Paulistano, o Guarani apresentou seu novo distintivo, com o GFC surgindo pela primeira vez nas camisas.

Nos anos que se seguiram várias mofdificações ocorreram até se chegar ao atual, com duas estrelas.

Primeiros jogadores na Seleção Brasileira

Graças à estrutura criada, a equipe passou a se destacar nos campeonatos profissionais. Em 1954, cedeu o primeiro jogador para uma Seleção Brasileira: Fifi, que participou do Campeonato Sul-Americano Juvenil. Em 1963, o Guarani teve pela primeira vez atletas convocados para uma Seleção principal: Tião Macalé, Oswaldo, Amauri e Hilton, que jogaram o Campeonato Sul-Americano daquele ano.

As grandes conquistas

Os primeiros troféus da era profissional também surgiram naqueles anos: os torneios-Início dos campeonatos paulistas de 1953, 1954 e 1956, a Taça dos Invictos de A Gazeta Esportiva, em 1970, e a Taça Almirante Heleno Nunes (referente à conquista do primeiro turno do Campeonato Paulista), em 1976.

O auge dessa evolução seria marcado pelo inédito campeonato nacional, conquistado em 1978, com uma equipe na qual destacavam-se Careca, Zenon, Renato "Pé Murcho" e o treinador Carlos Alberto Silva. Até hoje, o Guarani é o único do interior a ter conquistado o título da Primeira Divisão (Série A) do Campeonato Brasileiro, tendo sido ainda vice-campeão do Torneio dos Campeões em 1982, quando perdeu a final para o América (RJ), no Maracanã, por 2 a 1.   Veja » A final do Brasileiro 1978 - Guarani a grande surpresa.

O Guarani chegaria ainda a dois vice-campeonatos brasileiros, em 1986 (em uma final inesquecível contra o São Paulo, decidida após uma prorrogação e disputa de pênaltis) e 1987 (contra o Sport), classificando-se em três oportunidades para a disputa da Copa Libertadores da América, principal competição sul-americana de futebol.

Pelo Campeonato Paulista, o Guarani ainda corre atrás do seu primeiro título. Nos últimos anos, a equipe de Campinas vem alternando altos e baixos na competição. A equipe foi rebaixada à Série A2 em 2006, quando terminou o torneio na 17ª colocação. Contudo, no ano seguinte, a equipe conseguiu retornar à elite do futebol paulista, junto com a Portuguesa, Rio Preto e Mirassol.

Em 2008, novamente na Série A1, o Guarani sofreu para não ser rebaixado. A equipe se salvou na última rodada, com uma vitória diante do Rio Preto, pelo placar de 2 a 0, e terminou a competição no 16° lugar. Porém, em 2009, depois de uma péssima campanha – três vitórias, cinco empates e 11 derrotas –, o Guarani foi novamente rebaixado à Série A2. A equipe de Campinas terminou o Campeonato Paulista na 19ª colocação.

No Campeonato Brasileiro, a equipe disputou a Série C em 2008 e terminou com o vice-campeonato, conseguindo, assim, o acesso à Série B. Em 2009, na Série B, ficou com o vice-campeonato, retornando à elite do futebol brasileiro, fato que não acontecia desde o ano de 2004, quando foi rebaixado. Em 2013 estava na divisão de elite do futebol paulista, sendo rebaixado para a Série A2 de 2014, e na terceira divisão do futebol brasileiro.

Em 2016 conquistou o vice-campeonato brasileiro Série C, garantindo o retorno para a Série B do ano seguinte. Atualmente (2018) conquistou o acesso à elite do campeonato paulista, ao bater, na final, o Oeste de Itápolis por 4 a 0.


Pesquisas de Sidney Barbosa da Silva.
Fontes: www.futebolpaulista.com.br, www.guaranifc.com.br, www.fee.unicamp.br e Arquivo www.campeoesdofutebol.com.br
Página adicionada em 05 de abril de 2010 - atualizada em 07/Abril/2018.

 

Shopping Campeões do Futebol

Ir ao Topo