HISTÓRIA DE FLUMINENSE VERSUS VASCO
" O CLÁSSICO DOS GIGANTES "



História do Fluminense História do Vasco da Gama     + CONFRONTOS

       

Clássico dos GigantesClássico dos Gigantes foi o nome eleito pelos leitores do jornal Lance! para o clássico entre Fluminense e Vasco em 17 de maio de 2006, após mais de uma semana de participação dos torcedores dos dois clubes no site deste jornal carioca.

Fluminense e Vasco, além de terem grandes torcidas frequentemente se confrontam em momentos decisivos e costumam levar grandes públicos em seus confrontos, já tendo ocorrido públicos maiores de 100.000 pessoas por pelo menos onze vezes ou públicos maiores do que 50.000 pessoas por pelo menos oitenta e oito vezes vezes até o ano de 2010, detendo ainda estes oponentes em conjunto oito títulos do Campeonato Brasileiro, sendo quatro para cada clube.

O primeiro confronto deu-se em 11 de março de 1923, amistoso que teve vitória cruzmaltina por 3 a 2 disputado no campo da rua Figueira de Melo.

A primeira partida no Estádio de Laranjeiras foi em 20 de maio de 1923 e terminou com a vitória do Vasco por 1 a 0, partida esta válida pelo Campeonato Carioca, que teve 10.910 pagantes, números estes que não incluem os sócios do Fluminense e que geraram a renda de 27:368$500.

A primeira vitória tricolor aconteceu no Returno do Campeonato Carioca de 1925, por 5 a 1, no quinto jogo da história entre os dois clubes. Marcaram para o Fluminense, Nilo e Coelho II por duas vezes cada um, e Moura Costa, com Russinho descontando para o Vasco, com cerca de 30.000 torcedores presentes ao Estádio de Laranjeiras, segundo o jornal “O Globo”.

Já a primeira partida no Estádio de São Januário foi realizada em 3 de julho de 1927 e teve como resultado final o empate por 2 a 2, em uma partida disputadíssima, também válida pelo Campeonato Carioca.

No dia 7 de maio de 1933 foi disputado o primeiro grande clássico do regime profissional no Rio de Janeiro, com vitória tricolor por 3 a 1 no Estádio de Laranjeiras.

A primeira vitória no Estádio do Maracanã foi do Fluminense, logo no primeiro jogo disputado, em 1º de outubro de 1950, 2 a 1 com dois gols de Silas, descontando Ipojucan para o Vasco, perante cerca de 40.000 torcedores (33.168 pagantes).

Uma multidão ficou de fora do Maracanã na vitória do Flu por 1 a 0 em 21 de setembro de 1952, pois a administração do estádio não mandou confeccionar ingressos suficientes. Apesar disso, foram registrados 123.059 presentes, sendo 109.325 deles pagantes.

Os jogos mais importantes entre Fluminense e Vasco, foram as finais do Campeonato Brasileiro de 1984 (Fluminense 1 a 0 e 0 a 0), que deram o segundo título da competição ao Fluminense. No segundo jogo foi registrado o maior público entre estas equipes, 128.781 pagantes, fora os não pagantes habituais.

Em partidas eliminatórias pelo Campeonato Brasileiro, o Vasco eliminou o Fluminense nas oitavas de final do Campeonato Brasileiro de 1981 e foi eliminado pelo Tricolor nas quartas de finais do Campeonato Brasileiro de 1988.

Nos jogos válidos pela Taça Libertadores da América de 1985 estes clubes empataram 2 vezes, sendo uma por 0 a 0 e a outra por 3 a 3 . Com relação a esta segunda partida, o Fluminense posteriormente foi declarado vencedor pela Conmebol, pois o Vasco escalou irregularmente o jogador Gersinho.

Esse clássico carioca, já decidiu o Campeonato Carioca cinco vezes, saindo o Fluminense campeão em 1976 e 1980, enquanto o Vasco saiu campeão em 1993, 1994 e 2003.

Em outras três vezes esses dois clubes se classificaram para o triangular final do estadual, tendo sido Fluminense campeão em 1975 e 1984, enquanto em 1972 foi campeão o Flamengo.

O Clássico dos Gigantes decidiu o Torneio Municipal em duas ocasiões, com o Vasco sagrando-se campeão em 1946 e o Fluminense em 1948. Em 1945 o Vasco sagrou-se campeão com uma rodada de antecedência em partida contra o Fluminense, que não poderia sair campeão naquele jogo.

Os dois clubes decidiram ainda o segundo turno do Campeonato Carioca de 1973, com o Fluminense sendo campeão ao vencer o Vasco por 1 a 0 e o primeiro turno do Campeonato Carioca de 1980, quando houve empate por 1 a 1 no tempo normal, com o Fluminense vindo a se sagrar campeão ao vencer a disputa de pênaltis por 4 a 1, além da Taça Guanabara de 2012, com vitória tricolor por 3 a 1 na partida final.

O Vasco conquistou o Campeonato Sul-Americano de Clubes Campeões de 1948, tendo sido também o primeiro clube carioca a participar da Copa Rio, em 1951, competição da qual o Fluminense foi campeão no ano seguinte. Em 1953, o Vasco conquistaria o Torneio Octagonal Rivadávia Correa Meyer, competição criada após o fim da Copa Rio.

No Torneio Rio-São Paulo de 1954, o Fluminense chegou à última rodada bastando vencer o Vasco (já sem chances de título) para ser campeão, pois tinha um ponto de vantagem sobre o Corinthians e o Palmeiras, que disputariam o Derby Paulista no Pacaembu. Com o Maracanã recebendo 42.031 pessoas (34.131 pagantes), o maior público desta edição do Torneio Rio-São Paulo , o Vasco fez 1 a 0 com um gol de Vavá e fechou-se atrás aguentando a pressão do Fluminense até o final, enquanto, em São Paulo, o Corinthians venceu o Palmeiras por 1 a 0, sagrando-se campeão.

Em 1957 o Fluminense tornou-se o primeiro clube carioca a vencer o Torneio Rio-São Paulo, invicto, com o Vasco vindo a ser campeão desta importante competição logo no ano seguinte, com apenas uma derrota.

Pela Copa do Brasil, o Fluminense desclassificou o Vasco em 2000 e foi desclassificado pelo Vasco, em 2006.

Em 1973, tricolores e cruzmaltinos decidiram o Torneio Internacional de Verão do Rio de Janeiro (que contou também com a participação de Argentinos Juniors e Huracán, ambas as equipes da Argentina, sendo o Huracán campeão nacional), tendo o Fluminense vencido a final por 1 a 0.

Na única decisão do Torneio Início do Campeonato Carioca entre esses dois clubes, o Vasco foi campeão ao vencer por 1 a 0 em 1931.

O Clássico dos Gigantes foi o último clássico realizado no Maracanã antes do fechamento deste estádio para a realização de reformas visando a Copa das Confederações de 2013 tendo tido como resultado o empate por 2 a 2 em 22 de agosto de 2013, perante 80.080 torcedores presentes.

Após a realização da Copa das Confederações, Fluminense e Vasco realizaram também o primeiro clássico após a reabertura do maior estádio do Brasil, com vitória de 3 a 1 do time cruzmaltino.

A primeira vitória no Maracanã foi do Fluminense, logo no primeiro jogo disputado em 1º de outubro de 1950, 2 a 1 com dois gols de Silas, descontando Ipojucan para o Vasco.

Outras estatisticas

A maior goleada foi do Vasco, 6 a 0 em 9 de novembro de 1930, e a do Tricolor foi de 6 a 2 em 11 de maio de 1941. Já a partida com mais gols foi a vitória tricolor por 5 a 4 em 6 de abril de 1947, amistoso pela inauguração do Estádio da rua Bariri.

O maior período de invencibilidade foi do Fluminense, 13 jogos sem derrota entre 21 de abril de 1969 e 25 de julho de 1971, enquanto a favor do Vasco foram de 10 jogos entre 1º de dezembro de 1991 e 10 de junho de 1993.

O maior artilheiro deste clássico é o vascaíno Roberto Dinamite, com 36 gols. Pelo lado tricolor, o maior goleador é o ex-ponta-esquerda Lula, com 12 gols. O milésimo gol do Clássico dos Gigantes foi marcado por Thiago Neves, do Fluminense, na vitória tricolor por 2 a 1 no primeiro turno do Campeonato Brasileiro de 2012.

Os jogos do Clássico dos Gigantes foram realizados em 8 cidades: Rio de Janeiro, Arraial do Cabo, Niterói, São Francisco do Itabapoana, Teresópolis, Volta Redonda, Florianópolis (SC) e Juiz de Fora (MG). Algumas fontes, como o site netvasco e a revista Placar - Os grandes clássicos, editada em maio de 2005, não apontam as partidas de Teresópolis e São Francisco de Itabapoana em suas relações de jogos, possivelmente as classificando como restritivas.

A partida de Teresópolis, que inaugurava o estádio local, não foi disputada pelas equipes principais, assim como a de São Francisco de Itabapoana.

Maiores públicos do Clássico dos Gigantes
* Pelo menos os jogos com públicos presentes desconhecidos nos dias atuais de 08/09/1974 (72.368 pags.), 27/07/1975 (72.466 pags.), 10/08/1975 (79.764 pags.), 13/04/1986 (71.042 pags.), 01/02/1989 (75.157 pags.) e 16/06/1993 (79.940 pags.), poderiam constar nesta lista.

1. Fluminense 0 x 0 Vasco, 27 de maio de 1984, Campeonato Brasileiro, 128.781
2. Fluminense 2 x 2 Vasco, 29 de agosto de 1976, Campeonato Carioca, 127.123
3. Fluminense 1 x 0 Vasco, 3 de outubro de 1976, Campeonato Carioca, 127.052
4. Fluminense 0 x 3 Vasco, 21 de março de 1999, Campeonato Carioca, 126.619 (105.500 pags.)
5. Fluminense 1 x 0 Vasco, 21 de setembro de 1952, Campeonato Carioca, 123.059 (109.325 pags.)
6. Fluminense 1 x 0 Vasco, 30 de novembro de 1980, Campeonato Carioca, 108.957
7. Fluminense 2 x 2 Vasco, 6 de setembro de 1953, Campeonato Carioca, 106.359 (86.308 pags.)
8. Fluminense 2 x 2 Vasco, 13 de janeiro de 1953, Campeonato Carioca, 103.080 (78.723 pags.)
9. Fluminense 1 x 0 Vasco, 25 de julho de 1973, Campeonato Carioca, 101.363
10. Fluminense 1 x 1 Vasco, 26 de outubro de 1980, Campeonato Carioca, 101.199
11. Fluminense 2 x 1 Vasco, 15 de novembro de 1953, Campeonato Carioca, 100.275 (86.917 pags.)
12. Fluminense 0 x 0 Vasco, 21 de abril de 1976, ,Campeonato Carioca 98.146
13. Fluminense 2 x 1 Vasco, 21 de abril de 1969, Campeonato Carioca, 98.006
14. Fluminense 0 x 1 Vasco, 8 de maio de 1977, Campeonato Carioca, 96.047
15. Fluminense 2 x 0 Vasco, 9 de dezembro de 1984, Campeonato Carioca, 94.123
16. Fluminense 2 x 0 Vasco, 20 de setembro de 1970, Campeonato Carioca, 89.697
17. Fluminense 0 x 2 Vasco, 25 de setembro de 1977, Campeonato Carioca, 89.368
18. Fluminense 0 x 0 Vasco, 18 de novermbro de 1956, Campeonato Carioca, 87.366 (69.095 pags.)
19. Fluminense 2 x 4 Vasco, 9 de setembro de 1951, Campeonato Carioca, 87.019 (76.561 pags.)
20. Fluminense 1 x 1 Vasco, 11 de maio de 1980, Campeonato Carioca, 80.473
21. Fluminense 2 x 2 Vasco, 22 de agosto de 2010, Campeonato Brasileiro, 80.080 (66.757 pagantes)

Por décadas
1951/1960: 6
1961/1970: 2
1971/1980: 9
1981/1990: 2
1991/2000: 1
2001/2010: 1

Maior público no Estádio do Engenhão
Fluminense 3 a 1 Vasco, 26 de fevereiro de 2012,Campeonato Carioca, 36.374 (31.276 pagantes)

Maiores públicos antes da Era Maracanã
Maiores públicos pagantes em ordem cronológica, por estádio, não incluindo os sócios dos clubes, que não pagavam ingressos (1923/1949):
No Estádio de Laranjeiras: Fluminense 1 a 1 Vasco, 17 de maio de 1925, Campeonato Carioca, 22.476
No Estádio de General Severiano: Fluminense 2 a 1 Vasco, 23 de abril de 1939, Campeonato Carioca, 25.436
No Estádio da Gávea: Fluminense 0 a 0 Vasco, 9 de junho de 1946, Torneio Municipal, 18.340
No Estádio de São Januário: Vasco 2 a 0 Fluminense, 30 de outubro de 1949, Campeonato Carioca, 33.378


Alexandre Magno Barreto BerwangerPesquisas de Alexandre Berwanger, tendo como fonte seu arquivo pessoal.
Página adicionada em 04 de fevereiro de 2013 - atualizada em 29/Junho/2014.

 

 

Pesquisa personalizada

 

 

Livros Digitais Campeões do Futebol